NOTA DE REPÚDIO PREFEITURA DE CASIMIRO DE ABREU


Foi enviada uma nota junto a nossa redação, sobre a matéria postada no Jornal Olhar, como pode ser vista aqui, sendo que a Nota de Repúdio foi feita para o RJ TV, onde o Jornal Olhar coletou algumas informações, segue a abaixo a Nota:

NOTA DE REPÚDIO

A Prefeitura de Casimiro de Abreu vem manifestar total repúdio sobre a incitação do envolvimento do município num esquema de corrupção durante uma reportagem exibida hoje no RJ TV, que noticiou a operação "Cerro", da Polícia Civil, com objetivo de cumprir mandados de prisão de pessoas envolvidas em licitações de empresas responsáveis por gestão de saúde (OS - Organização Social) e meio ambiente em algumas cidades da região Sudeste.

Toda a reportagem foi feita com bases em provas deflagradas sobre o município de Teresópolis, na região serrana. Entretanto, durante uma escuta telefônica reproduzida pela TV, o nome de Casimiro é citado de forma leviana por um dos envolvidos como um suposto município de interesse da quadrilha, causando sérios prejuízos morais à imagem do chefe do Executivo e do secretário Municipal de Saúde, uma vez que a própria emissora não primou pela ética, seguindo as regras básicas do jornalismo, procurando a assessoria de imprensa do município citado para que se manifestasse, ainda que por nota, já que Casimiro de Abreu foi citado.

Vale ressaltar que os empresários e as empresas citadas na reportagem nunca atuaram em Casimiro de Abreu e sequer concorreram a licitações em quaisquer áreas nos últimos sete anos. 

Não obstante, após o áudio, a reportagem retomou o foco ao município de Teresópolis e foi finalizada sem qualquer menção novamente ao município de Casimiro de Abreu.

Causa estranheza uma emissora de tamanho renome como a Globo Rio não agir com protocolo e lisura no que tange ao escopo de uma reportagem, chancelando a veracidade das informações e consultando a assessoria de imprensa. Pelo contrário, agiu de maneira irresponsável, sob suposições (no que se refere a Casimiro), sem a devida apuração de todos os fatos, colocando em xeque a idoneidade dos gestores do município sem dar a possibilidade de os mesmos se posicionarem, o que para um veículo que possui concessão pública para explorar um serviço de teletransmissão, é inadmissível.

Com base nisso, Casimiro de Abreu, por meio da Procuradoria Geral do Município, vem exigir a retratação da TV, por intermédio do programa RJ TV segunda edição, tendo em vista que a reportagem foi exibida hoje, e amanhã, no RJ TV segunda edição, de modo a minimizar os prejuízos causados à Administração Municipal.

Vale salientar que o município está tomando as medidas judiciais cabíveis que o caso requer.
Por fim, importante informar que vários veículos de imprensa, inclusive o portal O Globo, também fizeram a matéria sobre o mesmo assunto e NÃO citaram o município de Casimiro.

Vale lembrar ainda que uns dos áudios citados acima também veiculou junto a Rede Record e a Prefeitura em momento algum cita ou se queixa da matéria citada na Rede Record em rede aberta com veiculação Nacional.

Nenhum comentário