Teresópolis e Casimiro de Abreu podem estar envolvida com Desvio de Dinheiro.


A Notícia chamou a atenção nos últimos dias, depois que começou uma investigação junto há algumas empresas que estariam desviando dinheiro público e no andar do Processo, algumas prefeituras são suspeitas de receber propina, uma seria na Região Serrana e outra suspeita seria a prefeitura de Casimiro de Abreu, onde é sitada a gravação abaixo:

E lá em Casimiro, como pode ser feito ?...
5% para o Poderoso (Prefeito), 3% para o secretário e mais 2% para quem está trazendo.


A Polícia pede à Justiça o sequestro de bens de suspeitos de fraudes em OSs cerca de R$ 40 milhões, contas também foram bloqueadas. 
Investigações concluem que dinheiro ia para o bolso da quadrilha.

EM TERESÓPOLIS:

 Ao todo, cinco pessoas foram presas nesta quarta-feira (24) suspeitas de fraudar contratos de organizações sociais (OS) com prefeituras do estado. De acordo com as investigações, um dos chefes da quadrilha era Paulo Lomenha, ex-deputado estadual, empresário e lobista. Além dele, foram presos o ex-secretário de Meio Ambiente de Teresópolis Eduardo Niebus, o subsecretário da mesma cidade, Leandro Coutinho da Graça, e outros dois funcionários de empresas que estariam ligadas ao esquema. São eles: Mário Luis Sobral e Carlos Alexandre Chaves de Paula Torres. A polícia pediu à Justiça que R$ 40 milhões em bens da quadrilha fossem sequestrados.

OUTRA PARTE DO TRECHO DA INVESTIGAÇÃO:
"A gente não costuma passar de 10% porque se não fica pesado. A gente vai ter que tirar o couro do povo, não tem condições", diz a mulher.

Segundo as investigações, o esquema envolvia três organizações sociais: Inasi, Instituto Ser Brasil e Instituto Brasileiro de Apoio à Saúde (Ibas). O grupo atuava em Sapucaia, São José do Vale do Rio Preto, Teresópolis, Três Rios, Mangaratiba e no Rio de Janeiro.

Nenhum comentário