Responsive Ad Slot

Política

política

BRASIL

brasil

NORTE FLUMINENSE

NORTE FLUMINENSE

NOROESTE FLUMINENSE

NOROESTE FLUMINENSE

REGIÃO SERRANA

Região Serrana

REGIÃO DOS LAGOS

região dos lagos

VIDEOS

Vídeos

Festa

Festa

Servidor pede exoneração no RJ e vira sócio após contrato de R$ 27 mi

Nenhum comentário



Coordenador de projetos da Secretaria de Trabalho e Renda do Rio de Janeiro, o servidor comissionado Flávio Bidoia pediu exoneração da pasta e se tornou sócio de uma empresa privada que semanas antes obtivera dois contratos com o governo estadual que somam mais de R$ 27 milhões.


Designer, Bidoia teve uma passagem de três meses pelo governo, entre setembro e novembro do ano passado. No curto período, a Buzzline Serviços Entretenimento e Produção Ltda, que pelos registros do Diário Oficial nunca havia vencido uma licitação, saiu vencedora de dois certames. Obteve em outubro um contrato de R$ 280 mil com a Secretaria de Cultura e, em novembro, outro de R$ 27 milhões na Secretaria de Turismo.

Em primeiro de dezembro, poucos dias após a Buzzline obter o contrato milionário, Bidoia pediu exoneração do governo e passou a trabalhar na Buzzline. Em março, virou sócio da empresa.

No contrato com a Secretaria de Cultura homologado em outubro, a Buzzline foi escolhida para montar e desmontar uma coleção temporária de uma exposição promovida pela Fundação Anita Mantuano. Já no contrato com a Secretaria de Turismo, firmado em novembro, a Buzzline deverá fazer a “execução de eventos e feiras nacionais e internacionais”.

Procurada, a Secretaria de Turismo respondeu que “o processo licitatório obedeceu a legislação em vigor, segundo os princípios básicos da administração pública”, mas não se manifestou sobre o fato de Bidoia ter virado virado sócio de uma empresa meses após o contrato milionário.

Procurado, Bidoia enviou nota em que negou que tenha atuado para beneficiar a empresa no período em que esteve no governo estadual e disse não ter tido contato com nenhum integrante da Secretaria de Turismo.

“Embora sempre tenha trabalhado na área privada, Flavio Bidoia assumiu a função de coordenação de projetos, e trabalhava diretamente no andamento dos processos administrativos e avaliação de projetos. À Época o sr. Ricardo Luis da Silva Rego Urbano foi convidado para assumir o cargo de subsecretário na Secretaria de Trabalho, ocasião em que convidou sr.

Flávio para assumir o cargo de coordenador de projetos. No entanto, em outubro de 2021 o subsecretário foi exonerado, Flavio permaneceu por mais um mês, mas que acabou pedindo exoneração”, disse a nota enviada pela Buzzline.


A um entendimento de um vínculo de um dos sócios, entendimento também de nepotismo licitatório, sendo ainda que o mesmo teria que seguir um período (uma espécie de quarentena), para entrar na empresa ou a empresa pedir o cancelamento do contrato em vigor.

Fonte: Metrópoles (Guilherme Amado),com informações do jornal olhar

Firjan e IFF discutem participação na próxima edição da Feira de Oportunidades

Nenhum comentário



Em reunião realizada na última sexta-feira (10/06) na sede da Firjan Norte Fluminense, funcionários da federação e do Instituto Federal Fluminense (IFF Campos) debateram a participação da Firjan na próxima edição da Feira de Oportunidades. A Firjan vai contribuir com a mobilização de empresas interessadas em participar do evento, enquanto a Firjan SENAI vai apresentar soluções tecnológica e de qualificação profissional disponíveis aos trabalhadores e estudantes da região.

 O evento tem previsão de acontecer nos dias 4 e 5 de outubro no Colégio Salesiano, em Campos. A tradicional feira acontece desde 2010 e reúne as principais instituições de ensino e empresas da região, com o objetivo de auxiliar os jovens as buscarem o melhor preparo para entrar no mercado de trabalho, além de apresentar as possibilidades de qualificação e de emprego presentes no Norte Fluminense.

O presidente da Firjan Norte Fluminense, Francisco Roberto de Siqueira, colocou a Representação Regional à disposição da entidade para contribuir com esta edição. Participaram da reunião a gerente executiva da Regional Firjan SESI SENAI, Ivana Licurgo; a coordenadora da Firjan Norte Fluminense, Patrícia Daldegan; a assistente administrativo da Firjan Norte Fluminense, Taís Rangel; o reitor do IFF, Jefferson Manhães; o professor Bruno Jardim, da Pró-reitoria de Extensão; e Gerônimo Luiz dos Santos, membro da comissão organizadora da Feira de Oportunidades.

Ministro Gilmar Mendes será condecorado com a medalha dos 90 anos da JE

Nenhum comentário

 



Ministro Gilmar Mendes será condecorado com a medalha dos 90 anos da JE


Magistrado também será homenageado pelo TJ-RJ, Alerj, Câmara, OAB-RJ e Emerj; jornalistas(os) devem fazer o credenciamento 


Na próxima segunda-feira (13), às 16h, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) vai agraciar o ministro Gilmar Mendes com a Medalha Comemorativa da criação dos 90 Anos da Justiça Eleitoral. A solenidade vai ocorrer no Pleno do TJ-RJ e será transmitida ao vivo pelo YouTube do Tribunal de Justiça (TJ-RJ). O credenciamento da imprensa ocorre pelo e-mail imprensa@tre-rj.jus.br, com nome completo, identidade e o veículo de imprensa.


A sessão solene do TRE-RJ de outorga da condecoração faz parte das homenagens pelos 20 anos da posse do ministro Gilmar Mendes no Supremo Tribunal Federal (STF), cerimônia que reúne o Tribunal de Justiça do Estado do Rio Janeiro (TJ-RJ), o Governo do Estado, a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), a Câmara Municipal do Rio de Janeiro, a Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional RJ (OAB) e a Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (Emerj).


Criada pelo TRE-RJ neste ano para a comemoração dos 90 anos da Justiça Eleitoral, a medalha é destinada a personalidades do mundo jurídico que contribuíram de forma efetiva para a Justiça Eleitoral. Nos dois períodos da gestão do ministro Gilmar Mendes como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foram desenvolvidos projetos importantes para a Justiça Eleitoral, como o aplicativo e-Título, a implantação da usina fotovoltaica e o encaminhamento do projeto de lei que trata da reativação do Centro Cultural da Justiça Eleitoral, no Rio de Janeiro.


Além das presenças confirmadas do presidente do TRE-RJ, desembargador Elton Leme, e do membro do Colegiado do Tribunal, as homenagens ao ministro devem ter a participação do presidente do TJ-RJ, desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira, da diretora-geral da EMERJ, desembargadora Cristina Tereza Gaulia, do governador Cláudio Castro, o prefeito Eduardo Paes, do presidente da Alerj, deputado André Ceciliano, do presidente da Câmara Municipal, vereador Carlo Caiado e do presidente da OAB-RJ, Luciano Bandeira.



 TRE-RJ

Os tradicionalíssimos Jogos Firjan SESI do Trabalho retornam este ano de olho no futuro

Nenhum comentário

 



Durante os meses de junho a setembro, o trabalhador industrial fluminense, literalmente, vai movimentar o corpo e a mente. Depois de 2 anos suspensos por conta da pandemia, serão retomados os Jogos Firjan SESI do Trabalho. Nesta edição, a grande novidade será a disputa em e-games: Xadrez, Torre do Terror, Stars Pinball e Empilhando, esportes eletrônicos que exigem raciocínio lógico e velocidade de reação dos competidores.

 

Realizados desde 1947, os Jogos Firjan SESI do Trabalho, iniciativa do Serviço Social da Indústria, completam este ano 75 anos de história, promovendo a promoção da saúde e o bem-estar físico, mental e social, além do desenvolvimento das habilidades sócio comportamentais dos trabalhadores. Conhecido como Jogos dos Operários em suas primeiras versões, os Jogos do Trabalho possuem uma trajetória de destaque no ambiente social da indústria e chegou a ser considerado o maior campeonato classista nacional, com representação da categoria da indústria.

 

Nas edições pré-pandemia, a competição reunia em torno de 140 empresas, de todos os portes e segmentos da indústria, e cerca de 4 mil atletas amadores em todo o estado do Rio. Este ano, os Jogos acontecem nos Centro de Promoção da Saúde da Firjan SESI em 17 municípios nas cinco regiões fluminenses.

 

Além dos e-games, modalidade on-line que tem uma expectativa de cerca de 1 mil competidores, os jogos terão tradicionais modalidades, para ambos os sexos, em atividades por equipe ou individual: futebol de campo, futebol Society, futsal, futevôlei, vôlei de areia, vôlei de quadra, vôlei misto, vôlei sentado, basquete, basquete 3x3, tênis de mesa, beach tênis e natação.

 

As empresas interessadas podem obter mais informações e fazer suas inscrições por meio da página da Firjan SESI: https://firjan.com.br/firjan-sesi-jogos


Ganime participa do lançamento de pré-candidaturas do partido NOVO em Nova Friburgo nesta sexta-feira

Nenhum comentário

 




Ganime participa do lançamento de pré-candidaturas do partido NOVO em Nova Friburgo nesta sexta-feira

 

Nesta sexta-feira (20/05), o deputado federal e pré-candidato ao governo do Estado do Rio de Janeiro pelo NOVO, Paulo Ganime, participará do lançamento de pré-candidaturas do partido NOVO em Nova Friburgo. O evento acontecerá às 19 horas, no Hotel Dominguez Plaza, onde serão lançadas as pré-candidaturas de Dayviane Garcia, a deputada federal, e Yara Haquim, a deputada estadual.

 

“Estamos vivendo um momento muito difícil na política e o Rio de Janeiro está numa fase crítica em muitos aspectos. Por isso, a importância do partido NOVO e de pessoas comprometidas com a mudança necessária para o estado e o Brasil como todo. Eu espero que as pessoas possam enxergar esse momento como uma oportunidade. Coloquei meu nome à disposição do partido porque quero estar no front junto com o Paulo Ganime, que é uma inspiração para mim”, afirmou Dayviane Garcia.
 

Paulo Ganime defende os nomes apresentados pelo NOVO como símbolo de pessoas técnicas e preparadas: “Ao contrário de muitos outros pré-candidatos, o time do NOVO é referência quando o assunto é qualificação. A real mudança na política começa quando cidadãos comuns se colocam à disposição para estarem à frente de um projeto. Esse é o movimento de renovação que o Rio de Janeiro precisa para alavancar. A transformação deve começar por cada um de nós, cidadãos de bem, dispostos a mudar o país”, defendeu Ganime, que já oficializou sua pré-candidatura ao governo do estado do Rio de Janeiro no dia 19 de março.

 

Durante o dia, o pré-candidato ao governo do Estado do Rio de Janeiro visitará, às 10h, a Associação dos Diabéticos de Nova Friburgo (Adinf), que oferece uma série de tratamentos para os diabéticos da região. Às 13h, ele conhecerá a Lucitex, uma das maiores fábricas de lingerie do município, com uma produção de quase 2 milhões de peças e gera mais de 200 empregos diretos. Às 14h30, Ganime se reunirá com os responsáveis da Associação Comercial, Agrícola e Industrial de Nova Friburgo (ACIANF) para conhecer projetos de startups na localidade.
 

Paulo Ganime, 39, foi eleito em sua primeira campanha política com 52.983 votos pelo partido NOVO em 2018. Formado em Engenharia de Produção pelo CEFET-RJ, estudou Economia na UERJ e fez um MBA na PUC-RIO, além de ter certificação PMP (em Gestão de Projetos). Como líder da sigla na Câmara, trabalhou com os demais colegas de bancada nas votações e no enfrentamento à pandemia. Entre as bandeiras defendidas pelo parlamentar, estão grandes reformas estruturantes e o uso do dinheiro público de forma consciente.





Ambev entrega primeira cervejaria carbono neutro no Rio de Janeiro

Nenhum comentário

 



Em jornada ambiciosa, unidade de Cachoeiras de Macacu é a primeira no estado do Rio de Janeiro a atingir a neutralidade de carbono em suas operações


A Ambev segue rumo ao cumprimento de suas metas de sustentabilidade para 2025, e acaba de atingir a neutralidade de carbono em mais uma de suas cervejarias. A unidade de Cachoeiras de Macacu, no Rio de Janeiro, deixará de emitir, por ano, mais de 4 mil toneladas de gases de efeito estufa.
 

Nos últimos cinco anos, a companhia investiu mais de R$ 130 milhões em tecnologia sustentável e limpa em suas operações, como parte de um plano macro, com frentes voltadas para a ação climática, gestão de água, agricultura inteligente e embalagem circular.

 

“No ano passado, inauguramos a primeira grande cervejaria e maltaria carbono neutro no Brasil e, seguindo a nossa jornada de descarbonização, transformamos a operação da unidade de Cachoeiras de Macacu. Essa entrega reflete o nosso compromisso com a sociedade e o meio ambiente, e queremos engajar todo o ecossistema de parceiros para promover uma mudança profunda e com impacto positivo”, conta Renata Van Der Weken, diretora de Meio Ambiente e Energia da Ambev.

 

Em Cachoeiras de Macacu, a Ambev apostou, no ano passado, na compra do I-REC (International REC Standard), sistema global que certifica a origem da energia elétrica de fonte renováveis. Desde a inauguração da unidade, a companhia migrou o combustível das caldeiras de óleo BPF para óleo vegetal, já garantindo a geração de vapor de combustível renovável. Agora em 2022, a unidade passa a operar majoritariamente com biometano, que tem um fator de emissão ainda menor que do óleo vegetal. Com o uso dessa nova fonte de energia, a cervejaria reduziu em mais de 90% as emissões de gases de efeito estufa.

 

A unidade de Macacu é a primeira grande cervejaria do Brasil a utilizar biometano produzido a partir da decomposição de resíduos em aterro sanitário na geração de vapor.

 

Até o final do ano, a cervejaria irá recuperar 100% do biogás gerado a partir do tratamento de efluentes para gerar energia, reduzindo ainda mais a utilização do óleo vegetal e as emissões residuais.

A Cervejaria Ambev de Cachoeiras de Macacu conta com mais de 320 colaboradores que trabalham para abastecer todas as regiões do Brasil. Somente nesta unidade são produzidos cerca de 280 milhões de litros de cerveja por ano, para marcas como Brahma, Antarctica e Colorado, além dos não alcoólicos Guaraná Antarctica e Tônica Antarctica.

 

Na Ambev, remuneração variável ligada a metas ESG já é uma realidade

Na trilha de assumir compromissos que geram cada vez mais incentivo e resultados positivos para todo o ecossistema, recentemente, a companhia anunciou que toda a alta liderança terá remuneração variável atreladas às metas de ESG. São consideradas as iniciativas ligadas à economia sustentável, geração de valor para micro e pequenos empreendedores, projetos de impacto social, diversidade e inclusão, além de governança.

STJ garante atuação do MP Estadual de Campos perante a Justiça Federal em ação contra Autopista Fluminense

Nenhum comentário

 



O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da Subprocuradoria-Geral de Justiça de Assuntos Cíveis e Institucionais (SUB Cível/MPRJ) e da Assessoria de Recursos Constitucionais Cíveis (ARC Cível/MPRJ), conseguiu importante vitória junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). Foi publicado nesta terça-feira (12/04) acórdão da Segunda Turma reconhecendo o direito de atuação do MPRJ em ação civil pública que tramita junto ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2). A ACP em questão solicita que a Autopista Fluminense S/A, concessionária responsável pela BR-101, suspenda a cobrança de dois pedágios na rodovia, situados em Campos dos Goytacazes (Km 40 e Km 121), até que sejam totalmente cumpridas as determinações previstas no contrato de concessão e no plano de exploração da rodovia federal.


O MPRJ propôs a ação civil pública perante a Justiça Estadual da Comarca de Campos dos Goytacazes, visando à condenação da ré à adoção de medidas destinadas à melhoria das condições de segurança da rodovia por ela administrada no trecho que passa pelo município. No curso do processo, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) foi incluída no polo passivo da demanda, motivando a remessa do feito para a 1ª Vara Federal de Campos dos Goytacazes.


O Juízo federal declarou a competência da Justiça Federal e anulou os atos decisórios praticados pela Justiça Estadual (com exceção da citação), determinando a remessa dos autos ao Ministério Público Federal para ratificação da ação, por entender que o Parquet estadual não possuiria legitimidade para atuar junto à Justiça Federal. Por unanimidade, o TRF-2 acolheu, parcialmente, agravo de instrumento, reconhecendo a possibilidade de atuação conjunta dos Ministérios Públicos Estadual e Federal (MPF).


Contra essa decisão do TRF-2, a Autopista Fluminense S/A e a ANTT interpuseram recursos especiais, inicialmente providos pela Segunda Turma do STJ, reconhecendo a competência da Justiça Federal e, partindo desta premissa, atribuindo exclusiva legitimidade ativa ao MPF para atuar na ação. O MPRJ opôs embargos de declaração com pedido de efeitos infringentes, aduzindo que o acórdão embargado contraria o entendimento firmado pelo STF mediante o qual “se reconhece a legitimidade ativa do Ministério Público Estadual para a propositura de ações civis públicas perante a Justiça Federal nas hipóteses em que há litisconsórcio facultativo em virtude da comunhão entre interesses federais e estaduais”.


Nos pedidos, também sustentou o MPRJ que a decisão divergia da tese fixada pelo STF no RE 985.392 (Tema 946), de Relatoria do Min. Gilmar Mendes, julgado em 25/05/2017, uma vez que foi firmado o entendimento no sentido de que “a legitimidade do Ministério Público Estadual depende da interpretação das regras constitucionais sobre o Ministério Público art. 127, § 1º, e art. 128, art. 129, CF”.


No julgamento dos embargos de declaração, a Segunda Turma do STJ, por unanimidade, acolheu os pedidos do MPRJ, determinando que “a propositura de ACP pelo MPRJ na Justiça Estadual, posteriormente trasladada para a Justiça Federal, não exclui a atribuição legal do Ministério Público Estadual para agir, mas se transmuda para a possibilidade de legitimação conjunta com o Ministério Público Federal, autorizando sua co-participação, inclusive para os atos de instrução processual”.


O acórdão também ressaltou que a jurisprudência dos Tribunais Superiores caminha nesse mesmo sentido, frisando que não se trata de litisconsórcio necessário, mas de facultativo, isso porque, embora a atribuição primária para atuação na Justiça Federal seja do Ministério Público Federal, não se exclui a possibilidade de o Parquet Estadual atuar em parceria processual, nos termos da lei de regência das ações coletivas.


Embargos de Declaração


Acórdão do STJ


Por MPRJ



 


Deputado Paulo Ganime, tem a menor rejeição para o governo do RJ, diz Datafolha

Nenhum comentário




O ex-governador Anthony Garotinho (União Brasil) é nome com maior rejeição entre os possíveis candidatos ao governo do estado do Rio de Janeiro, indicou pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (7).


Dos entrevistados, 49% afirmaram que não votariam em Garotinho de jeito nenhum.

O segundo mais rejeitado é o pré-candidato do PSB, Marcelo Freixo – 26% disseram que não votariam nele de jeito nenhum. Freixo também é o atual líder das intenções de voto, em empate técnico com o atual governador, Cláudio Castro.

O terceiro mais rejeitado é Cyro Garcia (PSTU), com 19% de rejeição, seguido por Castro (PL) com 18%, General Santos Cruz (PODEMOS) com 18%, André Ceciliano (PT) com 17%, Eduardo Serra (PCB) com 14%, Felipe Santa Cruz (PSD) com 13%, Rodrigo Neves (PDT) com 12%.

Já com menor rejeição, aparece o nome do Deputado Federal, Paulo Ganime (Novo) com 11%, que oficializou sua pré candidatura no dia 19 de Março.


Dos entrevistados, 2% declararam que votariam em qualquer um, 9% que não votariam em nenhum candidato e 7% não sabem.


Fonte: G1, com informações do Jornal Olhar


© Jornal Olhar
Todos os direitos reservados.