Responsive Ad Slot

Política

política

BRASIL

brasil

NORTE FLUMINENSE

NORTE FLUMINENSE

NOROESTE FLUMINENSE

NOROESTE FLUMINENSE

REGIÃO SERRANA

Região Serrana

REGIÃO DOS LAGOS

região dos lagos

VIDEOS

Vídeos

Festa

Festa

Acusado do maior furto de Gado do Estado do Rio

Nenhum comentário

 


Um integrante de uma quadrilha investigada por roubo e furto de cabeças de gado em uma propriedade rural de Casimiro de Abreu, foi preso neste sábado (11), durante uma operação da Polícia Civil, em Rio das Ostras. Edson Mauro Valim já foi condenado a cumprir pena de seis anos e oito meses de reclusão em regime fechado pela prática dos crimes de furto qualificado e estelionato.


Segundo a Civil, ele causou um prejuízo de quase R$4 milhões à um grupo empresarial. O criminoso foi capturado em uma residência na Rua Itaperu, no bairro Parque Zabulão. Dentro da casa, a polícia apreendeu uma pistola Taurus modelo PT 838 com três carregadores.


Edson é acusado de ter roubado 2.348 cabeças de gado de uma fazenda em Casimiro de Abreu, onde era administrador. O crime é considerado o maior roubo de gado da história do estado do Rio de Janeiro. Segundo as investigações, ele se aliou a outras pessoas para, aos poucos, ir colocando os gados em caminhonetes que levavam os animais para outro lugar.


O processo tramitou na vara criminal de Casimiro de Abreu, município onde Edson comprou uma casa de luxo. Após a prisão, ele foi levado para sede da 128ª Delegacia Policial (128ª DP), onde ficou à disposição da Justiça. Ele ainda vai responder por organização criminosa, além de crimes individuais, como roubo e furto de gado, receptação dolosa e posse de arma de fogo.


Macaé Notícias

Italac desiste de montar fábrica em Campos e vai para o Noroeste

Nenhum comentário

 



A Italac desistiu de montar uma fábrica em Campos e vai para Itaperuna. A informação foi confirmada pela coluna do Balbi.


A empresa anunciou com pompa a sua fábrica em Campos em ato no Palácio Guanabara junto com o governador Cláudio Castro. Mas, depois de fazer uma varredura na região, decidiu comprar a Marília em Itaperuna. Campos ficaria com um modesto entreposto.

Senador Flávio Bolsonaro anuncia privatização da BR-356,

Nenhum comentário

 


O senador Flávio Bolsonaro anunciou em suas redes sociais, na tarde desta sexta-feira (10), a privatização da Rodovia BR-356, pelo menos no trecho entre Campos e São João da Barra. Ele postou que a concessão se dará no mesmo processo de relicitação da Rodovia BR-101, trecho administrado atualmente pela Autopista Fluminense.

Segundo o senador, o Ministério de Infraestrutura vai contratar estudos prévios para a relicitação da BR-101. A Autopista não tem mais interesse em manter a administração da estrada.

O pedido de relicitação da BR-101, feito pela Arteris Fluminense em 19 de maio de 2020 e encaminhado à Diretoria Colegiada em 8 de junho de 2021. Caso o parecer técnico da ANTT autorize a relicitação, o caso ainda será encaminhado para análise do Ministério da Infraestrutura e, por fim, para o Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos, composto por diversos ministros. A eles caberá a palavra final. No entanto, se a ANTT negar a relicitação, uma das possibilidades é de que haja um pedido de repactuação do contrato.


3 via/Wikipédia



Esposa de Glaidson da GAS sacou mais de 1 BI e recebeu mais de 1,4 BI

Nenhum comentário

 


Procurada da lista vermelha da Interpol, a esposa do "Rei dos Bitcoins” Glaidson Acacio dos Santos, a venezuelana Mirelis Zerpa conseguiu sacar 4.330 unidades de biticoins, a moeda digital antes de fugir da Polícia Federal brasileira.

O valor corresponde a cerca de R$ 1,6 bilhão. Os procuradores do Ministério Público Federal descobriram a movimentação financeira de Mirelis, que estaria nos Estados Unidos.

A Venezuelana Mirelis Yoseline Diaz Zerpa, esposa e sócia de Glaidson Acácio dos Santos na empresa GAS Consultoria Bitcoin, recebeu da empresa mais de R$ 1,4 bilhão em apenas quatro meses. De acordo com um relatório de inteligência financeira obtido pelo G1, o montante foi pago em 273 transferências à empresa MYDZ Tecnologia, entre dezembro de 2020 e abril deste ano.

Ainda conforme o relatório, outros R$ 15 milhões foram transferidos para a conta pessoal de Mirelis por meio de três transferências feitas pela GAS no mesmo período.

No relatório, a empresa MYDZ Tecnologia é citada como alvo de suspeitas por ter “movimentação elevada e acima da capacidade financeira cadastrada”.

Segundo o G1, a Interpol está procurando Mirelis. Ela e Glaidson são suspeitos de chefiar um esquema de fraude ao sistema financeiro nacional usando de aplicação em criptomoedas sem ter autorização.

Na última segunda-feira (23), a venezuelana fugiu para Miami após entrar nos Estados Unidos com visto de estudante. Agora, o nome dela está como foragida na difusão vermelha da Interpol.

De acordo com as investigações, pelas contas bancárias de uma das empresas e de Glaidson, foram movimentados R$ 38,2 bilhões, 44% disso nos últimos 12 meses. Os dois movimentam bilhões no sistema financeiro oficial e no mercado de criptoativos.

Além disso, a polícia descobriu que Mirelis emitiu ordens para compra e venda de bitcoins com uma corretora autorizada. A situação, para policiais e procuradores, mostra que ela atuava de maneira ativa no sistema.

Segundo a Receita Federal, a empresa GAS pagou R$ 587,9 mil em impostos apesar de ter registrado uma movimentação de R$ 2 milhões.


Isto é, G1, Band, 

Carapebus terá nova eleição para prefeito em 7 de novembro

Nenhum comentário

 


O calendário das eleições suplementares em Carapebus, na Região dos Lagos, foi aprovado pelo Colegiado do TRE-RJ na sessão desta quinta-feira (2). Os candidatos eleitos em 7 de novembro, data do pleito suplementar, exercerão mandato até 31 de dezembro de 2024. Somente estão aptos a votar na eleição suplementar eleitoras e eleitores que possuíam domicílio eleitoral no município em 9 de junho de 2021, desde que estejam em situação regular. Assim como no pleito de 2020, a identificação biométrica não será utilizada e o uso de máscaras de proteção nas seções eleitorais será obrigatório.

As convenções partidárias estão autorizadas no período de 22 a 26 de setembro. A partir de 1º de outubro, último dia para apresentar o registro de candidatura, a 255ª ZE, que atende os municípios de Carapebus e Quissamã, funcionará em regime de plantão aos sábados, domingos e feriados. Os eleitos que tiverem as contas de campanha aprovadas devem ser diplomados até o dia 29 de novembro. A posse dos eleitos é uma atribuição da Câmara Municipal. As demais datas e regras do processo eleitoral suplementar, como prazos para impugnações, julgamento de reclamações e direito de resposta, recursos e prestações de contas estão na resolução aprovada nesta quinta-feira (2).

Entenda o caso 

A candidata Christiane Miranda Cordeiro (PP) foi eleita no pleito de 2020, tendo seu registro de candidatura indeferido pelo TRE-RJ no final de novembro do mesmo ano. A candidata teve as contas relativas ao exercício de 2017 rejeitadas por decisão da Câmara Municipal, o que é uma das hipóteses de inelegibilidade previstas na legislação eleitoral. 

Ela recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e teve um pedido de tutela de urgência acolhido para que fosse diplomada e empossada no cargo, enquanto o TSE analisava o mérito do recurso. Após o julgamento do recurso, as causas da inelegibilidade foram reconhecidas e, com isso, o TSE determinou o seu afastamento imediato do cargo e a realização de novas eleições em Carapebus.



MPRJ obtém a condenação de ex-procurador-geral de município por ato de improbidade administrativa,

Nenhum comentário

 



O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva Núcleo Macaé, obteve, no dia 17/08, sentença favorável no bojo de ação civil pública por improbidade administrativa, com a condenação do então procurador-geral do município de Macaé, Augusto Cesar D' Almeida Salgado. A ACP, ajuizada em 2019, também tinha como réu o prefeito à época, Aluízio dos Santos Júnior, que foi absolvido. A condenação de Augusto Cesar ocorreu pela reiterada ausência de respostas aos ofícios ministeriais, enviados no período de dois anos, que tratam sobre variadas matérias, relacionadas a diferentes Secretarias e/ou órgãos municipais, visando à apuração de irregularidades no âmbito municipal.

Na ACP, o MPRJ imputou aos réus a prática de ato de improbidade administrativa em razão de terem se omitido em responder às requisições ministeriais em diversos inquéritos civis públicos. Apesar da realização de reunições com representantes do município, em algumas delas incluindo o próprio procurador-geral, tal inércia não foi sanada, nem apresentada qualquer justificativa plausível para o atraso no envio das respostas. Sustentou o MPRJ que tais omissões prejudicaram e atrasaram demasiadamente o bom andamento das investigações, ficando a instituição impossibilitado de proceder com a sua missão e, consequentemente, fornecer a resposta desejada pela sociedade.

A partir do exposto na citada ACP, o juiz Josué de Matos Ferreira, da 2ª Vara Cível da Comarca de Macaé, nos termos do artigo 487, I do Código de Processo Civil, julgou parcialmente procedente o pedido ministerial, condenando o réu Augusto Cesar D' Almeida Salgado pela prática de ato de improbidade administrativa tipificado pelo artigo 11 da Lei n.º 8.429/1992, impondo-lhe a sanção de multa civil correspondente a 24 vezes o valor atualizado da remuneração percebida, em razão do cargo ocupado. O juízo absolveu o ex-prefeito por entender que, de acordo com o regramento interno, caberia ao procurador-geral do município o encaminhamento das informações ao MPRJ.

Veja a inicial da ACP nº 0004194-90.2019.8.19.0028.

Confira a decisão judicial.

Por MPRJ

O skate foi professor, nas Olimpíadas

Nenhum comentário

O esporte caçula dos Jogos Olímpicos deu lições que podem ser aplicadas em qualquer atividade, esportiva e profissional

Os Jogos Olímpicos de Tóquio ofereceram ao Brasil não apenas medalhas, que confirmaram a melhor participação do País na história do Jogos, mas, sobretudo, lições de vida que podem (e devem) ser aprendidas e praticadas por todos, sobretudo nesse período sensível (por causa da pandemia) e complexo (pelas incertezas políticas e econômicas) que o País atravessa. As lições que se devem aprender, cabe antecipar, não estão somente por trás das histórias dos atletas medalhados. "Os sem medalhas" têm muito a ensinar, pois nesses tempos pandêmicos vários atletas brasileiros, principalmente dos esportes menos conhecidos e praticados, foram obrigados a "se virar nos 30" para entrar na arena, materializar o seu sonho e representar dignamente o País. São heróis!

Em situações normais, convém lembrar, estes atletas convivem com apoio financeiro pequeno, condições de alimentação nem sempre adequadas e as de treinamento, não raro, precárias. Com a pandemia, o que já não era bom ficou ruim. Porém, esses atletas em momento algum pensaram em desistir. Pelo contrário, superaram todos os obstáculos aos quais estão acostumados, infelizmente, e foram à luta. Alguns literalmente, como é o caso dos atletas do boxe, judô, taekwondo e esgrima. Parte desses atletas foi coroada com medalhas, mas isso, acreditem, não reduz em nada a relevância dos demais. A maioria engoliu sapos para chegar lá!

Inúmeros desses atletas deram aos brasileiros, torcedores ou não, lições imperdíveis de humildade, resiliência, superação, solidariedade e alegria, mesmo quando a vitória ficou nas mãos do concorrente. Esses ensinamentos podem ser aplicados em todos os caminhos da vida profissional e pessoal.

Alguém já disse, com sabedoria, que o tropeço é professor, que o problema não é cair ou perder, que a solução ou vitória está em saber se levantar, equilibrar o corpo, erguer a cabeça, respirar fundo e seguir adiante. A maioria dos atletas brasileiros participa com chances remotas de medalhas. Eles sabem, porém, jamais se entregam, pois têm consciência de que a simples participação produz uma experiência inigualável, que lhes será útil em outras etapas do esporte e da vida. E isso vale para todos, qualquer que seja a atividade que exerçam.

Os analistas esportivos, bem como os dirigentes de federações, os populares cartolas, medem o êxito da participação do País nos jogos usando diferentes tipos de réguas, como deve ser. Contudo, para o público em geral, o termômetro oficial é o número de medalhas. É uma pena, porque assim se enxerga apenas parte e não o todo da participação do País. A imprensa tem responsabilidade nessa visão pública ligeiramente distorcida, pois também mede o êxito ou fracasso pelos números de ouro, prata e bronze faturados. Esta pressão por resultados, como expressa com clareza na desistência de Simone Biles, a melhor ginasta artística do mundo, afeta a saúde mental de todos. Atletas e, em igual forma, o trabalhador.

O skate, esporte que já foi execrado e proibido em alguns cantos, participou pela primeira vez dos Jogos Olímpicos e presenteou a todos com exibições que ficarão eternizadas. Não pelas cenas acrobáticas de meninos e meninas, que caiam, rolavam, se levantavam e voltavam ao centro da competição. Sem medo e sempre com alegria. O que chamou a atenção de muitos está além das habilidades acrobáticas. Foi o respeito, admiração e solidariedade entre todos os participantes, que vibravam, aplaudiam e estimulavam o adversário tanto no sucesso como no oposto em qualquer manobra. A concorrência é algo natural nas Olimpíadas, mas no skate foi posta de lado para dar espaço a alegria, celebrar a amizade e a diversão, por fazerem algo que amam. Bom seria se todos agissem como aqueles jovens, meninos e meninas, no caminhar da vida, pessoal e profissional. Por certo, a caminhada seria mais leve, alegre e tranquila.

*João Fortunato

Foto: 

Steal The Look

Possível Golpe pode chegar na casa dos 5p Milhões em Itaperuna

Nenhum comentário

 





Policiais do 29° BPM (Itaperuna-RJ) foram acionados para conduzirem dois suspeitos de envolvimento com estelionato no shopping localizado na Rodovia BR-356, bairro Cidade Nova, em Itaperuna, no Noroeste Fluminense, à 143ª DP no município.
Durante buscas na residência de um homem de 28 anos os militares apreenderam um revólver da marca Rossi de calibre 38 com cinco munições intactas. O fato acabou chamando atenção de muitas pessoas e o caso está sendo apurado até o momento na delegacia do município. Pessoas estão prestando depoimento. A Polícia Civil investiga o caso que pode envolver uma suposta pirâmide financeira.
Possível golpe de pirâmide financeira é investigada em Itaperuna, no Noroeste Fluminense. Supostos casos de estelionato levam a prisões.
Segundo informações os suspeitos foram ouvidos e liberados. Um dos suspeito pagou uma fiança e foi liberado.
E o suposto "Golpe" pode ter passado de 50 milhões.


Fonte: O Dia / Lili

© Jornal Olhar
Todos os direitos reservados.