Responsive Ad Slot

Política

política

BRASIL

brasil

NORTE FLUMINENSE

NORTE FLUMINENSE

NOROESTE FLUMINENSE

NOROESTE FLUMINENSE

REGIÃO SERRANA

Região Serrana

REGIÃO DOS LAGOS

região dos lagos

VIDEOS

Vídeos

Festa

Festa

SEMA coíbe invasão em Manguezal na Praia do Sossego SFI

Nenhum comentário

 



Após solicitação do Ministério Público Federal (MPF), a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema) de São Francisco de Itabapoana (SFI) realizou uma operação para coibir a demarcação irregular no mangue da localidade de Sossego. A ação ocorreu nesta segunda-feira (12), sendo o lugar uma Área de Preservação Permanente (APP).


“A nossa equipe realizou uma vistoria ambiental, constatando desmatamento de manguezal, demarcações com cercas de mourões e arames, além de construção irregular de um banheiro. Retiramos todo o material e ninguém foi detido. Vale ressaltar que existe uma placa da Sema no local alertando que ali é uma área de APP”, destacou a secretária de Meio Ambiente, Luciana Soffiati, acrescentando:


“A Sema tem intensificado as ações de fiscalização na referida área para coibir o avanço de práticas e condutas lesivas ao manguezal, mas infelizmente, os infratores agem na maioria das vezes fora do horário de expediente da secretaria”.


Disque-denúncia – Para denunciar ocupação irregular de áreas ambientais, os moradores do município podem acionar o Canal Verde, através do telefone (22) 9.8161-6713. Os infratores são autuados na Lei nº 9605/98 (Lei de Crimes Ambientais), cuja pena prevista varia de detenção de um a três anos, ou multa.


AsCom SFI

Ex Prefeito do Noroeste Fluminense lança pré candidatura a Deputado

Nenhum comentário

 



Ex-pefeito de Bom Jesus do Itabapoana, Roberto Tatu, lançou sua pré-candidatura a Deputado Federal, pelo Solidariedade, em uma reunião que aconteceu na cidade do Rio de Janeiro.

Mesmo sofrendo uma derrota no pleito eleitor na última eleição, há uma grande esperança de conquistar um grande quantitativo de votos na região.

Tininho Blog com informações do Jornal Olhar

Sargento da PM morre por complicações da Covid-19 em Itaperuna, no RJ -

Nenhum comentário

 



Morreu nesta quarta-feira (7) por complicações da Covid-19 o sargento da Polícia Militar de Itaperuna, no Noroeste Fluminense, Robert de Oliveira Onofre, de 36 anos. Robert estava internado há 15 dias. O policial já havia perdido o pai, na semana passada, também pela doença.


Robert era lotado no 29º BPM em Itaperuna, que lamentou a morte do policial nas redes sociais. “É com profundo pesar que informamos o falecimento de nosso irmão 3° Sargento Robert, em Itaperuna, vítima da Covid-19. Que Deus o tenha no Reino da Glória e conforte todos os amigos e familiares. Vai fazer muita falta, Binho”, declarou a corporação em nota.


Robert deixa esposa e dois filhos.


Click Rio

Família de Conceição do Macabu, no RJ, vela idoso e descobre que o corpo não era do familiar

Nenhum comentário

 



A família de um idoso, em Conceição de Macabu, no interior do Rio, descobriu durante o velório, que o corpo que estava no caixão, não era do familiar.

Olavo Santos, de 76 anos, morreu na sexta-feira (02) em decorrência de problemas cardíacos, no Hospital Municipal Ana Moreira.

O velório aconteceu no mesmo dia na capela mortuária da cidade, por volta das 22h uma sobrinha do idoso percebeu que aquele não era o corpo do tio.

Segundo um parente, um agente funerário foi chamado, pediram para ver o pulso do idoso, pois o aposentado tinha uma cicatriz na região, o corpo que estava sendo velado não tinha a marca.

Ainda de acordo com o parente, eles foram até o hospital e descobriram que o idoso ainda estava na unidade.

O corpo de Olavo Santos, foi velado na madrugada de sábado (03) em uma igreja evangélica, e o enterro aconteceu às 11h do mesmo dia, no cemitério municipal.

De acordo com o parente, o corpo que eles velaram era de um idoso que morreu no mesmo hospital e que testou positivo para Covid-19.

Pelas redes sociais, o neto do idoso postou o ocorrido e afirmou que o caixão não estava lacrada.

"O mais chocante de tudo é que o corpo que velamos no lugar dele estava contaminado por Covid-19. Ressalto que velamos um corpo sem estar lacrado, sem nenhum cuidado como acontecem nos casos de COVID. Um velório normal. O corpo errado, inclusive, estava com roupas que mandamos pra colocar no meu avô. O caixão dele também foi usado." disse Luan Santos, neto do idoso.

A família não registrou o caso na delegacia e que nesta segunda-feira (05) irão conversar com um advogado.

Em nota, a prefeitura disse que o caso será apurado e que todos os familiares e amigos que tiveram contato com o corpo do idoso com Covid-19 serão monitorados pela vigilância epidemiológica.

Nota

"A Prefeitura de Conceição de Macabu lastima o fato ocorrido. Reconhece o esforço dos profissionais da Saúde que vem adoecendo mentalmente ao longo da luta incansável por vidas. Informa que os fatos serão apurados por meio de abertura de sindicância interna, para que seja esclarecido de forma imparcial e transparente. Informa ainda que todos os familiares e amigos que tiveram contato com o corpo positivado com Covid estão sendo monitorados pela vigilância epidemiológica. Por fim, se solidariza as famílias dos 46 macabuenses que vieram a óbito por Covid-19 desde o início da Pandemia e reforça o compromisso da atual gestão em cuidar de pessoas"


G1

Mapa de risco por municípios comparação da Semana epidemiológica

Nenhum comentário



Este mapa dá uma visão geral da pandemia nos 92 municípios do RJ e segue os mesmos critérios de classificação já utilizados no mapa de risco do estado. Os dados detalhados estão à disposição das autoridades de saúde locais. No entanto, como sempre destacamos, a avaliação final da situação de cada localidade cabe às prefeituras e às secretarias municipais de saúde, considerando a sua capacidade de resposta a um possível quadro de agravamento da pandemia. 

É importante salientar que municípios de pequeno porte são mais impactados nos indicadores relativos por pequenas diferenças em números absolutos, ou seja, variar de um óbito para dois em uma semana impacta em um aumento de 100%, resultando em uma alta pontuação total. As taxas de ocupação utilizadas são as regionais, considerando a regulação única, pois esta representa melhor a situação local por não penalizar os municípios de pequeno porte.

Nesta edição observamos 27 municípios classificados com risco MUITO ALTO (roxo) e os 65 classificados em risco ALTO (vermelho) no ERJ.

MPRJ requisita ao Município de Arraial do Cabo esclarecimentos

Nenhum comentário

 


O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da 3ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva - Núcleo Cabo Frio, expediu, na quarta-feira (31/03), ofício ao Município de Arraial do Cabo para que esclareça, no prazo de 48 horas, notícias sobre supostas mortes ocorridas no Hospital Geral de Arraial do Cabo, em razão da falta de oxigênio. Notícias divulgadas na imprensa narram denúncias de familiares de pacientes de Covid-19 e de profissionais de Saúde sobre pelo menos cinco óbitos ocorridos por falta de insumos no Hospital Geral local. O MPRJ requer o encaminhamento dos prontuários médicos para apuração dos fatos.  

A atuação do Município de Arraial do Cabo frente à pandemia da Covid-19, tanto em relação à adoção de medidas quando à vacinação, está sendo rigorosamente acompanhada pela 3ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva - Núcleo Cabo Frio, no Procedimento Administrativo 14/20 e do Procedimento Administrativo 05/21, instaurado unicamente para acompanhamento da vacinação contra o novo coronavírus.

Em ambos Procedimentos Administrativos, a Promotoria de Justiça expediu Recomendações ao Município de Arraial do Cabo, em conformidade com os mais atuais informes técnicos acerca da doença, para que o ente público adote medidas eficientes no combate ao novo coronavírus. O parquet fluminense vem fiscalizando o respectivo cumprimento. 

Por MPRJ

Câmara de Itaperuna reprova contas do ex-prefeito Dr. Marcus Vinícius

Nenhum comentário

 



A Câmara Municipal de Vereadores de Itaperuna, no Noroeste Fluminense, durante a 1ª reunião extraordinária realizada nesta segunda-feira, 29, manteve o parecer prévio do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) contrário a aprovação das contas da prefeitura referente ao exercício de 2019, tendo como Chefe do Poder Executivo, Marcus Vinícius de Oliveira Pinto, de 01/01/2019 até 25/03/2019 e 25/11/19 até 31/12/2019 e também de Paulo Rogério Bandole Boechat, de 25/03/19 até 25/11/2019, em face da irregularidade e das improbidades e determinações, segundo o documento.


A votação ocorreu com a presença de 12 vereadores: Sinei dos Santos Menezes, presidente do Legislativo; Paulo Cesar da Silva, vice-presidente; Viviane Braga Pereira Rodrigues e Cristiane de Oliveira Raposo, secretárias da diretoria; Ademir Cunha Pessanha; Adenilson da Silva Zacharias; Alailton Pontes de Souza; Carlos Assis Eufrásio; Glauber Pessoa Bastos; Jefferson Ferreira; Keila Maria Prudencio dos Santos e Marco Alexandre Finamôr Rodrigues.


PEDIDO DE REDESIGNAÇÃO DA REUNIÃO – O presidente da Câmara Municipal comunicou ao Plenário que o advogado do ex-prefeito Dr. Vinicius protocolou às 18h01min um requerimento solicitando redesignação da sessão e vista dos autos, no entanto o Legislativo afirma que, “não foi juntada nenhuma justificativa para a solicitação”. A assessoria da Casa Parlamentar destacou que “o processo esteve disponível para vista do requerente, que inclusive foi intimado com cópia do referido voto, para que pudesse se manifestar de forma escrita e ainda foi intimado da designação da sessão, com a devida antecedência, e da ciência de que poderia promover a defesa oral, apesar de já ter feito a escrita”.


Sinei Torresmo ressaltou ainda que “Dr. Vinicius alega que desde terça-feira estaria tendo sintomas de Covid-19, mas soltamos a convocação na quarta, então ele teve tempo para substituir o advogado ou representante. Ele deveria estar aqui como está fazendo o Rogerinho. Tenho certeza que o escritório que ele contratou tem mais advogado que poderiam ter vindo. Estamos amparados pela lei para continuar a votação”, pontou.


DEFESA ROGERINHO – Concedida a palavra para que o ex vice-prefeito, Paulo Rogério Bandole Boechat, apresentasse a sua defesa, seu advogado Dr. Marcelo discursou sobre o governo municipal austero e pediu que, portanto, os vereadores considerassem este ponto relevante. O advogado enfatizou que “Antes dos senhores julgarem é necessário que façamos algumas considerações. Mas é importante mencionar que o Rogério não teve acesso a elaboração do relatório no TCE-RJ haja vista que o Tribunal de Contas enviou a correspondência para a sede do executivo municipal e o executivo municipal não enviou para o Rogério que acabou ficando sem ser ouvido, ele ficou revel, enquanto tramitou o processo admirativamente no TCE-RJ”. Sinei Torresmo interrompeu a fala da defesa afirmando que o Legislativo entregou a cópia do documento.


Dando continuidade o advogado quis deixar registrado o fato dizendo que “Precisamos ilustrar mais esse prejuízo que Rogério sofreu causado pela administração imediatamente anterior a que estamos vivendo. mas enquanto o processo tramitou na Câmara, o Rogério recebeu a intimação para fazer a defesa preliminar aqui, mas nessa defesa, o que precisamos trazer para análise é que o TCE emite um parecer que vai nortear a decisão da Câmara Municipal então quem define são os vereadores que estão próximos da realidade.”


VOTAÇÃO – Em discussão única foi mantido por 11 votos X 01, o Parecer Prévio Contrário sobre as Contas de Governo do Município de Itaperuna referente ao exercício de 2019. O vereador Glauber Bastos votou pela aprovação, sendo contrário ao relator da Comissão de Finanças e Orçamento e Justiça e Redação Final. O resultado do parecer será encaminhado a Justiça Eleitoral; Ministério Público (MPRJ) e Prefeitura.


T.NF

Capela Mortuária vira leito no Noroeste Fluminense

Nenhum comentário

 



Na cidade de Varre-Sai, noroeste fluminense, com o auxílio da Paróquia São Sebastião e Santa Filomena, foi possível liberar espaço para a abertura de 5 leitos, para auxiliar no tratamento das vítimas da Covid-19. A Secretaria de Saúde do município vai utilizar o espaço da Capela de São Camilo de Lélis, que funciona no Hospital São Sebastião. De acordo com o pároco Pe. Rogério Cabral, na última quinta-feira (25/03), foi procurado pelo secretário de Saúde Dr. Fabbri Ramos, após uma reunião o padre providenciou a retirada do Sacrário e mobiliário da capela, para que os equipamentos fossem instalados.


A Capela do Hospital foi reaberta há quase 10 anos, em 13 de junho de 2011. O atual espaço utilizado, era a antiga Capela mortuária que o prefeito Dr. Silvestre cedeu à paróquia e com a contribuição do povo, custeou toda a obra.


“De maneira, meus caríssimos paroquianos, benfeitores e comunidade de Varre-Sai, nós queremos colaborar, e louvar a Deus pelos 5 leitos que lá foram abertos, inclusive já sendo usados. Continuemos a nos cuidar, usando máscara, álcool em gel, higienizando as mãos com água e sabão, mantendo o distanciamento e contando com a graça de Deus”, afirmou o Pe. Rogério, em nota de esclarecimento divulgada nas redes sociais da paróquia.


Para o Bispo Diocesano de Campos, Dom Roberto Francisco Ferrerìa Paz, que é bispo referencial da Pastoral Nacional da Saúde, da CNBB, urgente é evitar que as pessoas sejam vítimas, e que esta é a prioridade da Igreja. ]


“Fomos informados, pelo Pe. Rogério, da colaboração com a prefeitura cedendo o espaço da capela mortuária para certamente leitos de UTI, a serem utilizados para intubação, para esse processo que está justamente para pacientes graves daCovid-19. Certamente um gesto Cristão, solidário, claro que podemos pensar bom, mas apenas necessário hoje também. Sim, mas urgente é evitar que as pessoas sejam vítimas. A prioridade é essa, mas não será uma sessão permanente, mas não podemos antever o quanto essa pandemia vai durar. O que devemos fazer hoje. E hoje é salvar vidas, então nós estamos de acordo. Peço que um cristão decoração aberto só possa também se colocar na mesma situação, porque se tivesse um familiar que precisasse ter um leito, gostaria de ter um leito. Nós estamos pensando nessa situação. Porque Deus é um Deus de vivos, quer que as pessoas vivam e nós temos que fazer o possível, volto a insistir para reduzir a morte. Ou evitar essas mortes que são justamente as vítimas de um vírus que está nas cepas mais letais e que não se pode brincar”, declarou Dom Roberto.


Por recomendação do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), através da 1ª e 2ª Promotorias de Justiça de Tutela Coletiva- Núcleo Itaperuna, com os prefeitos e secretários municipais de Saúde da região Noroeste Fluminense, a Prefeitura Municipal de Varre-Sai emitiu um novo decreto para intensificar o enfrentamento ao novo coronavírus.

© Jornal Olhar
Todos os direitos reservados.