Aumento de casos de covid-19 leva MP a recomendar regras mais rígidas de isolamento social em Rio das Ostras e faz Macaé voltar com barreira


  

Vigilância Sanitária de Macaé voltou a operar com barreira na altura do Parque dos Tubos, na divisa com o município de Rio das Ostras. O motivo, segundo o O Prefeito Aluízio dos Santos Junior, o Dr. Aluizio, está no aumento de casos de contaminação pelo novo coronavírus na cidade vizinha. Já o Ministério Público está recomendando ao prefeito Marcelino Borba, o Marcelino da Farmácia, que este determine imediatamente “a reversão ou o recrudescimento das medidas de isolamento social”.

A recomendação partiu da 1ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva (núcleo Macaé). De acordo com o MP, “em duas semanas (período de 05/07 a 18/07), a situação epidemiológica do município de Rio das Ostras apresentou uma regressão contínua, passando da bandeira Amarelo 1 para a mais que preocupante faixa, a Laranja.

De acordo com dados do boletim divulgado no início da noite de ontem (27) pela Secretaria Estadual de Saúde, Rio das Ostras registras 1.142  casos confirmados de covid-19, com 55 mortes. O mesmo boletim, entretanto, revela uma situação mais preocupante em Macaé, que apresenta número de casos superior ao de cidades com até quatro vezes mais habitantes.

Os números revelados pelo boletim de ontem dão conta de que Macaé, com cerca de 250 mil moradores, registrou até agora 5.301 casos, enquanto Nova Iguaçu, com cerca de um milhão de habitantes tem 4.017. O total de óbitos em Macaé até ontem era de 107 e em Nova Iguaçu 417.


Elizeu Pires


Nenhum comentário