Justiça determina afastamento de vereador, assessor e secretário de Macaé


A Justiça determinou o afastamento do vereador José Franco de Muros (PPS), conhecido como Zé Prestes, de seu cargo na Câmara de Macaé, no interior do Rio. A decisão da 2ª Vara Cível de Macaé, desta terça-feira (19), também determinou o afastamento do assessor Luiz Otávio Fernandes Gervásio e do secretário municipal de Agroeconomia de Macaé, Alcenir Maia Costa.
Os agentes públicos são investigados pelo Ministério Público, na 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do Núcleo Macaé, por suspeita de exigirem e receberem parte da remuneração de servidores públicos ocupantes de cargo em comissão lotados na Secretaria Municipal de Agroeconomia.
Eles são investigados na Operação Caixinha, que, segundo o Ministério Público, também constataram a existência de pagamento por diversos servidores ao secretário Alcenir Maia Costa.
Com auxílio do Grupo de Apoio aos Promotores (GAP/MPRJ), a Operação Caixinha cumpriu mandados de busca e apreensão no gabinete do vereador Zé Prestes, na Secretaria Municipal de Agroeconomia, e nas casas do vereador, do secretário municipal e do assessor.
Além do afastamento dos agentes públicos, o MPRJ obteve a indisponibilidade dos bens de Zé Prestes e a quebra de seu sigilo bancário e fiscal.
As medidas em tutela de urgência foram concedidas pelo juiz Josué de Matos Ferreira, da 2ª Vara Cível de Macaé, por conta da conduta dos réus no sentido de coagir as testemunhas para garantir a ocultação da prática ilícita, de acordo com o Ministério Público.

Foto: divulgação 
Fonte:G1

Nenhum comentário