Detida em Itaboraí, campista já tinha diversas anotações criminais

A notícia de que cinco campistas foram detidos por furto de celulares no domingo (22), em um show em Itaboraí, gerou uma grande repercussão, em Campos.
Segundo dados da Justiça, uma das suspeitas – Kessila Alves Machado, de 24 anos – já possuía vários antecedentes criminais por furto, em Campos. No ano de 2013, quando foi detida pelo crime, a Justiça determinou que a suspeita e uma comparsa cumprissem a pena em liberdade e pagassem pelo período de dois anos e oito meses, uma cesta básica por mês.
Kessila e uma comparsa que, naquele ano, já praticavam diversos furtos pela cidade, abordavam as vítimas de forma discreta e furtavam celulares e carteiras. Apenas no dia 08 de fevereiro de 2013, as duas realizaram seis furtos no Centro de Campos.
A loja que possuía um sistema de câmeras de segurança forneceu as imagens para a PM e a vítima, que identificaram as suspeitas. Durante um patrulhamento para deter as assaltantes, as mesmas foram localizadas em quiosque na Avenida Rui Barbosa. Este fato gerou uma das primeiras prisões de Kessila.
Com as suspeitas foram encontrados diversos aparelhos celulares e uma carteira que foram furtados. As vítimas foram até a delegacia e recuperaram seus  objetos.
Detidos em Itaboraí
Kessila Alves Machado, estava com  a amiga, Klyscia Gomes da Silva Siqueira, de 19 anos; Danilo Santos de Souza, de 24 anos; Lucas de Souza Rangel, também de 24; e Gabriel da Silva Almeida, de 18 anos. Eles foram presos na saída do show do Dennis DJ, em Itaboraí, no Rio de Janeiro, com 49 aparelhos celulares.
Segundo informações do boletim de ocorrência da Polícia Militar, quatro pessoas que teriam tido os celulares furtados procuraram os militares e informaram o acontecido. Uma das vítimas que tinha um aplicativo de busca conseguiu localizar o aparelho.
Uma equipe da Polícia Militar foi acionada e com as informações, os militares foram até a localidade de Venda das Pedras, na BR-101, em Itaboraí e encontrou os suspeitos e 49 aparelhos de celulares, 2 carregadores e R$ 402,00 em espécie. A polícia acredita que eles estariam voltando para Campos.
Segundo relatos da vítima em uma rede social, os objetos foram encontrados dentro de uma caixa de som, no porta mala de um carro.

Nenhum comentário