Sindipetro-NF investiga acidente de trabalho com petroleiros da P-32


O Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF) informou na tarde desta quarta-feira (28/01) uma denúncia de ocorrência de acidente na plataforma P-32. O domo do tanque 7 teria estourado no momento em que três trabalhadores passavam pelo local. Segundo petroleiros a bordo, os três sofreram queimaduras, e uma funcionária peruana ferida no rosto.
A tampa foi arremessada por sobrepressão até o casario. Os trabalhadores reclamam das péssimas condições de habitabilidade da unidade. O Sindipetro-NF está apurando as informações e indicará um diretor para acompanhar a investigação. A Comissão de Investigação de Acidentes embarca nesta quinta-feira (29/01).
A equipe do Site Ururau entrou em contato com a assessoria da Petrobras, mas até a publicação desta matéria não havia obtido resposta.
PRINCÍPIO DE INCÊNDIO
O princípio de incêndio em uma aeronave procedente de Garoupa, ocorrido na terça-feira (27/01) no Heliporto de Farol de São Tomé, em Campos, está sendo investigado segundo informações do Sindicato dos Petroleiros do Norte e Noroeste Fluminense (Sindipetro-NF). O helicóptero prefixo BGA é o EC-225 da BHS, fazia troca de turma e 17 passageiros estavam a bordo no momento do incidente.
De acordo com relatos dos diretores sindicais presentes no local, a aeronave apresentou perda de pressão em uma turbina quando taxeava. Teve alarme de incêndio e ninguém ficou ferido.
Essa aeronave é do mesmo modelo de uma envolvida no acidente em 17 de dezembro e que caiu o sobre o helideck de P-35. Também é a mesma que a frota foi mantida no chão em 2012, por conta de uma falha na redundância no arrefecimento do sistema de transmissão.

FONTE: JORNAL URURAU

Nenhum comentário