TRE-RJ cassa registro do deputado estadual Roberto Henriques




O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) cassou, nesta segunda-feira (10/11), o registro do deputado estadual Roberto Sales Henriques da Silveira (PSD) por uso indevido de meio de comunicação social. Candidato à reeleição neste ano, ele terminou como segundo suplente no pleito. O deputado e os sócios-administradores da empresa ECS Editora Jornalística, Ebenezer da Silva e Mônica Borgatti, também ficaram inelegíveis por oito anos. Cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral.
O relator do processo, desembargador eleitoral Alexandre Mesquita, alertou que “em todas as edições, durante um ano”, o jornal Repórter publicou “reportagens sobre realizações políticas do parlamentar”, beneficiando a campanha dele à reeleição. O jornal circula no Noroeste fluminense e ampliou a tiragem, nesse período, de 3 mil para 16 mil exemplares. Henriques também pode opor embargos de declaração ao próprio TRE-RJ, se entender que existe obscuridade, dúvida ou contradição na decisão.
Nossa reportagem entrou em contato com o deputado, mas ele não pode atender, porque estava participando de uma audiência na TV Alerj.

FONTE: JORNAL URURAU

Nenhum comentário