MPRJ envia nota, sobre possível encontro de Garotinho com Sub-Procurador, veiculada em um Jornal

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) repudia veementemente a nota publicada na coluna "Informe do Dia", de autoria do jornalista Paulo Cappelli, intitulada "Encontro e Reclamação" (leia aqui), veiculada no jornal O Dia, na edição de 11 de abril de 2017.
Conforme se depreende da solicitação do mencionado jornalista, encaminhada à Coordenadoria de Comunicação Social do MPRJ no dia 10/04, às 15h52 (clique aqui para ver o pedido), o mesmo fez solicitações genéricas sobre uma visita do ex-governador Anthony Garotinho ao Ministério Público, ocorrida em 17 de março último, e frisou a desnecessidade de detalhamento dos esclarecimentos. No mesmo dia, às 20h05, foi apresentada a resposta (clique aqui para ver a resposta).
Na data e horário da referida visita, o Procurador-Geral de Justiça presidia sessão do Órgão Especial do Colégio de Procuradores de Justiça e, por isso, solicitou aos Subprocuradores-Gerais de Relações Institucionais e de Assuntos Cíveis e Institucionais que fizessem o atendimento pretendido pelo ex-governador.
O atendimento se deu em caráter estritamente protocolar, sendo que o próprio Promotor de Justiça responsável pelo processo, ao tomar conhecimento de que uma diligência de busca e apreensão no escritório do ex-governador, por ele requerida, teria sido executada com excesso decorrente de equívoco, postulou a imediata devolução de parte do material apreendido, o que foi deferido pelo juiz da 100ª Zona Eleitoral da Comarca de Campos dos Goytacazes. 
Portanto, a nota veiculada no jornal O Dia é, lamentavelmente, desconectada da realidade dos fatos.
Confira a íntegra da nota publicada no jornal:
"Anthony Garotinho (PR) se encontrou com o subprocurador-geral de Justiça do Rio, Marfan Martins Vieira, dia 17, na sede do Ministério Público, no Centro. O ex-governador reclamou da operação do MP que ocorreu naquele dia e apreendeu filmadoras em seu estúdio, na Glória, onde grava programas de rádio veiculados, também por vídeo, na internet.
Após a conversa na sala de Marfan, no oitavo andar, as câmeras foram devolvidas à equipe de Garotinho. Ex-procurador-geral de Justiça, Marfan patrocinou a candidatura do atual titular, Eduardo Gussem. E continua sendo o mais influente integrante na administração do MP".

Nenhum comentário