Depois dos escândalos da Petrobrás, Dilma nomeia novo Presidente do Banco do Brasil


SÃO PAULO (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff nomeou nesta sexta-feira para a presidência do Banco do Brasil o atual vice-presidente de varejo da instituição, Alexandre Abreu. A nomeação ocorreu após renúncia de Aldemir Bendine, que vai presidir a Petrobras.
Abreu é administrador de empresas e está no Banco do Brasil desde 1986 onde também já desempenhou papel de diretor das áreas de cartões e previdência da instituição.
Além da saída de Bendine, o BB anunciou mais cedo a renúncia do vice-presidente financeiro, Ivan Monteiro, que vai assumir o mesmo posto na Petrobras. A indicação de Bendine e de Monteiro para o comando da Petrobras tinha sido antecipada à Reuters por três fontes do governo e uma próxima ao banco mais cedo. 
Apesar da saída de Bendine do BB já ser esperada pelo mercado há meses, as ações da maior instituição financeira do país despencaram cerca de 4 por cento nesta sexta-feira. Já as ações da Petrobras desabaram cerca de 7 por cento, com o mercado avaliando que a administração da estatal continuará a sofrer com interferências do governo federal.
Procurado, o BB não pôde informar de imediato quais serão os substitutos de Monteiro e de Abreu. O banco está em período de silêncio antes da divulgação de resultados de quarto trimestre, marcada para a próxima quarta-feira.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Nenhum comentário