Responsive Ad Slot

Política

política

Firjan Norte e Noroeste recebem projeto Rio Metal Mecânico para fomentar o setor no interior

terça-feira, 22 de março de 2022

/ Jornal Olhar

 



Com o objetivo de fomentar o mercado Metal Mecânico no interior do Rio, a Firjan vai realizar nas próximas quarta e quinta-feira (23 e 24/03), respectivamente nas sedes das regionais Noroeste e Norte Fluminense, uma rodada de encontros com empresários do setor. O objetivo é fazer um mapeamento das demandas e oferecer soluções e consultorias de acordo com a realidade de cada região.

 

“O setor é fundamental para as indústrias, ao ponto de ser conhecido como  ‘a indústria das indústrias’. Portanto, é seu fortalecimento provoca um efeito em cadeia, trazendo benefícios em prol do desenvolvimento integrado de toda a região”, destacou o presidente da Firjan Norte Fluminense, Francisco Roberto de Siqueira.

 

O evento vai contar com uma reunião sindical na parte da manhã, a fim de colher informações e demandas do setor. À tarde, o encontro estará aberto a associados e empresas convidadas, que vão conhecer as iniciativas e os serviços oferecidos pela federação.

 

“O projeto será todo customizando de acordo com as demandas e necessidades das indústrias locais. Vamos identificar formas de fazer com que a Firjan e os sindicatos dos segmentos possam trabalhar mais e melhor, em busca da expansão dos negócios no interior do Rio”, explica o consultor setorial da Firjan, Eduardo Lorenzo Castro.

 

Segundo o último levantamento feito pela Firjan, com dados de 2019, o Noroeste Fluminense reúne 103 empresas do setor. Já o Norte Fluminense é a terceira região do Estado com maior número de trabalhadores na área Metal Mecânica, num total de 8.666. Ao todo são 229 empresas atuando na região.

 

A iniciativa é um desdobramento do projeto Rio Metal Mecânico, realizado no fim do ano passado no Rio de Janeiro. Nele foram reveladas 37 ações voltadas ao fortalecimento do setor, como encontros de negócios, consultoria para acesso ao crédito, assessoria para licenciamento ambiental, e programas para melhorar a eficiência operacional, entre outros.

 

Foto: Vinícius Magalhães

Mais
© Jornal Olhar
Todos os direitos reservados.