RJ: Secretário de saúde anuncia que deixará cargo após pouco mais de um mês



O secretário estadual de saúde do Rio de Janeiro, Fernando Ferry, anunciou hoje que pedirá exoneração depois de pouco mais de um mês no cargo. Em vídeo que foi veiculado pela TV Globo, Ferry não entrou em detalhes sobre os motivos de sua saída, apenas disse que tentou "resolver os graves problemas" enfrentados em meio à pandemia do novo coronavírus.
"Hoje estou pedindo a exoneração do meu cargo de secretário de saúde do Rio de Janeiro. Eu queria agradecer ao governador por ter me dado essa oportunidade, de tentar resolver esses graves problemas que estamos vivendo na saúde. Só queria dizer mais uma coisa: peço desculpa à população. Mas a única coisa que tenho que falar é que eu tentei. Obrigada e espero que vocês me desculpem", disse.
Fernando Ferry foi anunciado no dia 18 de maio como secretário estadual de Saúde do Rio de Janeiro no lugar de Edmar Santos. Na época, o justificativa oficial para a saída de Santos foi de "falhas na gestão de infraestrutura dos hospitais de campanha para atender as vítimas da covid-19".
Ferry assumiu o cargo tendo como credenciais ampla experiência no tratamento de AIDS e como diretor do Hospital Universitário Gafrreé e Guinle. Ele ainda foi professor de Histologia e Embriologia na Universidade Gama Filho, na Universidade de Barra Mansa e na UFRJ.
O Governo do Rio de Janeiro ainda não se pronunciou sobre o pedido de exoneração.
O Novo Secretário de Saúde, provavelmente será do Bombeiro segundo informações que estão sendo circuladas.

UOL / Com Informações do Jornal Olhar

Nenhum comentário