Witzel fala com Rafael Diniz que vai entregar hospital de Campanha e demissão no 1° dia



O governador do Rio Wilson Witzel anunciou na noite deste sábado, nas redes sociais, a garantia da entrega do Hospital de Campanha de Campos dos Goytacazes. Witzel disse que ligou para o prefeito Rafael Diniz garantindo a entrega.
“Acabei de falar com o prefeito de Campos, Rafael Diniz, e o tranquilizei sobre a entrega do hospital de campanha da cidade. Há muitas dificuldades a serem enfrentadas para que, no menor prazo possível, tudo esteja pronto e operando. Vamos vencer. Seguimos firmes.”, disse Witzel.

“Erros serão consertados. Irregularidades serão devidamente apuradas. E quem se aproveitou desse terrível momento para se beneficiar deve ser julgado e punido. Não tenho compromisso com coisa errada. Vamos seguir juntos e fortes. E vamos vencer. Junto com os fluminenses.”, completou o governador.
Polêmicas
Cercado de polêmicas, o Hospital de Campanha sofreu vários adiamentos e, na última segunda-feira (18), a justiça de Campos concedeu tutela de urgência em ação proposta pela Defensoria Pública e Ministério Público determinando a entrega do hospital sob pena de multa diária de R$ 10 mil.
A empresa responsável pela montagem dos Hospitais de Campanha, a IABAS chegou a dizer que: muito sinceramente estaremos felizes em paralisar nossas operações” dos hospitais de campanha para que a organização social foi contratada.

Médica pede demissão no 1° dia 

No Hospital de Campanha do Maracanã, uma médica pediu demissão por causa da falta de infraestrutura para trabalhar no local. Era o primeiro dia de plantão da anestesista Priscila Eisembert. Ela denuncia que faltam medicamentos e exames para os pacientes.
“Tem muito profissional querendo trabalhar (...) mas infelizmente não dá pra ter estômago pra ver essa atrocidade. O médico, infelizmente, não faz milagre. Ele precisa ter o mínimo pra trabalhar. Aquilo é um CTI de fachada. Não tem nem o mínimo de um CTI”.
G1 /Tribuna NF



Nenhum comentário