Rede de supermercados do Rio acompanha colaboradoras grávidas durante quarentena





Programa Cegonha Mundial oferece benefícios durante toda a gestação


Acompanhamento das gestantes é feito por telefone e chamadas de vídeo

O cenário de homens e mulheres no mercado de trabalho está se tornando cada vez mais igualitário, por conta de um forte movimento dos RHs das empresas, buscando reter e valorizar suas profissionais. Como é o caso do Mundial, tradicional rede de supermercados com 76 anos de atuação no Rio de Janeiro, que disponibiliza o projeto Cegonha Mundial como programa de benefício para as gestantes.

Durante este período de isolamento social e afastamento das colaboradoras gestantes, consideradas grupos de risco do novo coronavírus - COVID-19, o atendimento e auxílio está sendo realizado por meio de telefonemas e chamadas de vídeo.

O projeto Cegonha Mundial proporciona duas vezes por ano um treinamento de quatro horas completo com palestras, aulas práticas e diversas orientações para as grávidas, onde recebem um kit completo com fraldas, lenço umedecido, cotonete, shampoo, sabonete, entre outros produtos, além de uma cartilha com todas as informações e um certificado de participação no projeto. Além do treinamento presencial, as funcionárias também possuem como benefício o atendimento e acompanhamento durante o ano todo.

A proposta agrega outras áreas da empresa, como a nutrição para orientar sobre o cuidado com a alimentação da mulher e os primeiros anos de vida do bebê, e também o Departamento Pessoal, para instruir sobre direitos previdenciários, como licença maternidade e licença amamentação.

Segundo Ana Simões do Departamento de Serviço Social da rede e uma das responsáveis pelo Cegonha Mundial, o objetivo é proporcionar para as gestantes mais saúde, qualidade de vida e bem-estar neste período gestacional. "Observávamos nos nossos atendimentos sociais o quanto isso era deficitário para essas colaboradoras. Resolvemos juntar todas essas áreas para que pudéssemos fazer um trabalho multiprofissional", revela.

A parte da orientação nutricional inclui um bate papo de aproximadamente 1h, onde as questões abordadas giram em torno do tema central que se refere à alimentação e nutrição da mulher durante a gestação, a lactação e também à alimentação do bebê até completar 2 anos. "Durante a conversa, muitas gestantes se identificam e relatam como está sendo essa gestação, gestações passadas e tiram dúvidas. Como falamos muito a respeito da importância de manter uma alimentação saudável, ao final oferecemos um coffee break que estimula esse consumo, fazendo com que as futuras mamães percebam que uma alimentação saudável não precisa ser sem graça, mas que pode ser sim muito saborosa", diz a responsável pelo setor nutricional do Supermercados Mundial, Luana Godinho.

A iniciativa começou em 2015, após a reformulação de um antigo programa disponibilizado por um plano de saúde, quando a rede identificou a real importância de ter um atendimento mais próximo, humanizado e personalizado para as colaboradoras, 100% realizado pelo Mundial. Com a atuação do departamento de Serviço Social, a ação passou a ser mais abrangente, incluindo orientações para a grávida no pré-parto, parto e pós-parto.

De acordo a gestora de RH da rede, Lidia Maria, o Cegonha Mundial é fundamental para melhorar o desenvolvimento pessoal e profissional dessas colaboradoras neste momento tão especial. "Como damos um atendimento mais humanizado, ficamos mais próximas dessas gestantes, e chega um momento que passamos a conhecê-las pelo nome e acompanhando de perto todo o período gestacional", conta.

O retorno dessas colaboradoras é mais do que positivo, segundo a rede. Elas saem super emocionadas e gratas pela oportunidade e amparo. É o que confirma Fabiola Fragoso Cardoso, colaboradora do Supermercados Mundial prestes a ter o bebê. Ela conta que o projeto apareceu em um dos momentos que ela estava mais precisando de suporte, acolhimento e ouvir boas palavras.

"O Cegonha Mundial chegou em uma hora muito boa, quando eu achei que ia ficar desamparada. Eu recebo constantemente ligações dos setores para saber como estou. Meu contato com o projeto foi maravilhoso. É uma ação muito importante, não só pra mim, mas outras mulheres que não tem a presença do pai, família, e se sentem muito sozinhas e despreparadas para ter um filho. Sou muito grata", relata.

A Carla Kleyser Nunes Rodrigues Almeida compartilha do mesmo sentimento. Ela teve seu bebê há quatro meses, e narra o passo a passo do auxílio que o Cegonha Mundial ofereceu, desde o momento que descobriu a gravidez.

"As profissionais oferecem todo um acompanhamento e instrução de exames a serem marcados e profissionais a serem consultadas. Foi muito bom, porque me senti muito mais segura. Lembro que fiquei muito ansiosa para participar do treinamento. Eles explicam de tudo um pouco, como dar banho, o que comer durante a gravidez, os mitos e verdades. É uma palestra muito dinâmica e aberta podemos tirar todas as dúvidas. É tudo muito bem esclarecido. Agradeço muito ao Mundial por nos proporcionar essa oportunidade de participar de um projeto como o Cegonha", descreve.

  • MULHERES NO MERCADO DE TRABALHO


A diferença na participação do mercado de trabalho formal entre homens e mulheres é cada vez menor. A taxa global de participação das mulheres na força de trabalho ficou em 48,5% em 2018, 26,5 pontos percentuais abaixo da taxa dos homens. Além disso, a taxa de desemprego global das mulheres em 2018 ficou em 6%, aproximadamente 0,8 ponto percentual maior do que a taxa dos homens. Os dados são Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Esses números comprovam que a equidade de gêneros cresceu no mercado de trabalho, tornando a mulher cada vez mais participativa dentro das empresas, ocupando cargos de alto grau de responsabilidades, além de também serem chefes de família.

  • Do tradicional ao moderno


Com 20 lojas no Estado do Rio de Janeiro, 76 anos de atuação e mais de 9.000 colaboradores diretos, o Mundial está entre os 15 maiores varejistas do Brasil, e é fiel a filosofia de obter a melhor condição na compra de produtos para garantir ao consumidor o menor preço total. O Mundial é uma das poucas redes de supermercados do país a trabalhar somente com venda à vista (dinheiro, cartão de débito ou cartão alimentação).
A empresa não para de crescer e continua investindo na modernização de suas lojas em operação para proporcionar mais qualidade e conforto aos clientes. Recentemente a rede inaugurou a primeira filial fora da cidade do Rio, em Niterói. Esta é a maior unidade do Mundial em tamanho com 5.000 m² de área de vendas.

Há ainda a estrutura da Central de Distribuição, localizada em Inhaúma, com tamanho de 45 mil metros quadrados. Nela o novo frigorífico tem capacidade para estocar 7 mil toneladas de alimentos, e o depósito 30 mil paletes. Hoje 75% do volume vendido nas lojas é abastecido pela Central de Distribuição, que conta com uma frota de 50 caminhões. Responsabilidade Social também é um grande diferencial da rede, que tem em seu quadro mais de 400 Pessoas com Deficiência (PcD’s) trabalhando em diferentes setores da empresa e, ainda, em torno de 450 Jovens Aprendizes se qualificando para o mercado de trabalho, além de investir também na empregabilidade de pessoas da terceira idade - Programa Todo Mundo no Mercado. Qualidade, preço, compromisso com o cliente e atendimento são fatores responsáveis pelo sucesso do Mundial no Rio de Janeiro.

Nenhum comentário