Anúncio de Hélio Negão como possível pré-candidato a prefeito do Rio


Então filiado ao PSC, Helio Fernando Barbosa Lopes tentou, em 2016, eleger-se vereador em Nova Iguaçu. Candidatou-se com o número 20620 e apresentou-se nas urnas como Helio Negão. Obteve apenas 480 votos. Dois anos depois, como Helio Bolsonaro, somou 345.234 votos, sendo o deputado federal mais votado do território fluminense. Na semana passada ele foi anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro como pré-candidato a prefeito da Capital. Se teve gente no PSL que fez beicinho, houve comemoração em outras legendas, pois ninguém nos meios políticos acredita que os resultados de 2018 se repitam...
Balde de água fria – Mais conhecido pelo fato de ter quebrado uma placa com o nome da vereadora Marielle Franco que por sua atuação parlamentar, o deputado estadual Rodrigo Amorim não esperava por esse posicionamento de Bolsonaro. Vinha correndo por fora para ter a indicação do PSL e o apoio do governador Wilson Witzel para disputar a sucessão do prefeito Marcelo Crivella. Não conseguiu um sim até agora e ainda levou um balde de água fria com a escolha do presidente da República.
Na Baixada – O que se comenta nos bastidores é que o PSL estaria de olho é nas cidades que são consideradas estratégicas por conta dos royalties do petróleo. Se for isso mesmo, a menina dos olhos na Baixada Fluminense é Duque de Caxias, mas os que ainda acham que o discurso de 2018 vai fazer efeito em 2020 sonham também com Nova Iguaçu e Mesquita. Porém, os olhos estariam voltados mesmo é para Niterói, Maricá, Macaé e Campos, onde o dinheiro parece estar sobrando.
Mudança – Natural de Queimados e morador da localidade de Austin, em Nova Iguaçu, Helio foi aconselhado pelo presidente Jair Bolsonaro a transferir o domicílio eleitoral para o Rio, o que ele tem até setembro para fazer, prazo estipulado pelas regras do jogo eleitoral.
A primeira tentativa de Helio foi feita em 2004, quando disputou um mandato de vereador em Queimados e teve 277 votos. Em 2014 ele buscou uma cadeira de deputado federal pelo PTN e nem chegou perto, o que só faz confirmar que sem o sobrenome aprovado Helio não teria um mandato hoje.

Elizeu Pires

Nenhum comentário