TRE nega recuros e Marcão pode ser cassado.



Por unanimidade, o Tribunal Regional Eleitoral negou, na tarde desta segunda-feira (5), os agravos regimentais do ainda vereador Marcão Gomes.
Marcão responde a processo de cassação por infidelidade partidária proposto pelo partido Rede Sustentabilidade e pelo suplente Thiago Miquilito.
Marcão havia recorrido contra a decisão do relator do processo, desembargador Antônio Aurélio Abi Ramia Duarte, que entendeu que “o embargante insatisfeito com o exíguo prazo para julgamento do presente feito, promove uma profusão de medidas judiciais protelatórias impedindo o regular andamento da demanda.”.
Com a negativa dos recursos protelatórios, o mérito do processo de cassação de Marcão deve ser julgado nos próximos dias.
Marcão tenta arrumar as contas da sua gestão na presidência da Câmara antes de ir para casa.

Nenhum comentário