MP Eleitoral e PF/RJ abrem investigações sobre campanhas que citam Lula


O Ministério Público Eleitoral no Rio de Janeiro e a Superintendência da Polícia Federal no Estado investigam possíveis ilícitos eleitorais em campanhas de candidatos fluminenses com um material de propaganda que indica o ex-presidente Lula como presidenciável, apesar de seu registro ter sido negado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por estar inelegível. No MP Eleitoral, o procurador regional eleitoral Sidney Madruga abriu nesta segunda-feira (24) um procedimento investigatório sobre a conduta.

Em paralelo à apuração do Ministério Público Eleitoral, o procurador regional eleitoral requereu à Polícia Federal a instauração de um inquérito criminal para investigar a conduta dos responsáveis pela impressão e distribuição dos panfletos de propaganda com o nome de Lula entre os candidatos.

As iniciativas são um desdobramento da chegada, na Procuradoria Regional Eleitoral, de um panfleto impresso com nomes de Lula como candidato ao Palácio do Planalto e de políticos do PT/RJ aos cargos de deputado federal, senador e governador. A abertura de inquérito foi solicitada pelo procurador regional eleitoral à Delegacia de Defesa Institucional (Delinst).
Assessoria de Comunicação
Ministério Público Federal na 2ª Região (RJ/ES)

Nenhum comentário