Processo de cassação do Presidente da Câmara de Campos sem acesso no TRE

Segundo o Procurador Regional Eleitoral do Estado Rio, Sidney Madruga, o processo que pede a cassação do vereador Marcus Welber, o Marcão Gomes, encontra-se, por razões técnicas, sem acesso da PGR.
Duas foram as manifestações do procurador eleitoral.
Tudo indica que o apressamento de Marcão para colocar as contas da ex-prefeita Rosinha Garotinho para julgamento é porque ele está com medo de ser cassado antes pelo TRE por infidelidade partidária.
Marcão tem se notabilizado pelas sucessivas trocas de siglas. Gomes originalmente é do PT, que até hoje é controlado por seu grupo em Campos, embora as partes não admitam isso publicamente.
Ultimamente o vereador Marcão Gomes tem se envolvido em vários assuntos polêmicos com seus correligionários mais próximos.
Esperamos que o Tribunal Regional Eleitoral do Rio disponibilize o processo para o procurador emitir parecer para que finalmente seja incluído em pauta, antes da data final do registro que é 15 de agosto de 2018.
Tribuna NF


Nenhum comentário