Jogos de azar e perseguição em Macaé e Flagrante de furto em Cabo Frio


Através de informações do disque denúncia sobre jogos de azar no bairro Miramar em Macaé, Policiais Militares do 32º BPM procederam em diligência e após monitoramento sendo vista uma movimentação no interior da casa a equipe adentrou a residência e no seu interior foram encontrados três homens e 21 máquinas em funcionamento. Foi acionada a perícia no local e posteriormente apresentado a ocorrência para as medidas cabíveis.

TROCA DE TIROS PERSEGUIÇÃO E UM PRESO POR ASSALTO

Um homem foi preso nesta sexta-feira (4) após troca de tiros e perseguição em Macaé. Policiais militares passavam pela Avenida Aluízio da Silva Gomes, próximo a polícia científica, quando observaram dois homens em uma moto, ordenando parada que não foi obedecida e atirando contra os PMs, que também revidaram a injusta agressão.

O condutor foi capturado e com ele apreendidos uma pistola de chumbinho air soft, um capacete e a moto. O carona conseguiu fugir.

O material e o acusado, foram conduzidos para a 128ª DP onde foi lavrado o fragrante. Na Delegacia haviam duas vítimas já estavam efetuando registro de roubo quando reconheceu o acusado preso como um dos autores do roubo.

Agentes da Delegacia de Cabo Frio prenderam homem acusado de furto em loja

 Agentes da 126ª DP (Cabo Frio), com apoio de um policial militar, prenderam nesta sexta-feira (04/05), Guilherme da Silva Paula, de 35 anos, acusado de furto no interior da loja Casa do Pedreiro.


De acordo com os policiais, Guilherme era responsável pelo estoque do citado comércio, fotografava vários produtos relacionados a materiais de construção do depósito e os colocavam para venda na página do “Mercado Livre”, com preços bem abaixo dos comercializados pela empresa.

Guilherme, após o pagamento, em dinheiro, ou depositado em conta corrente de sua esposa, marcava com o comprador no depósito e entregava pessoalmente o material.

O dono do comércio descobriu o desvio do material e, juntamente com um PM, compareceu à 126ª DP noticiando os fatos. Guilherme foi preso em flagrante em seu local de trabalho pelo crime de furto com abuso de confiança pelos agentes do GIC.

Em seu interrogatório, Guilherme confessou o crime e, disponibilizando seus arquivos cadastrados no site do Mercado Livre e do Facebook, constatados mais de 200 vendas de materiais de construção desviados do estoque da empresa.

Nenhum comentário