Taxistas fazem manifestação pelo assassinato de Bruno Rangel


Dezenas de taxistas se reuniram na Avenida XV de Novembro, no Centro de Campos, na manhã desta segunda-feira (19), para pedir justiça pela morte do colega Bruno Rangel. “Tucano”, como era conhecido, foi assassinado após um sair de um show de funk na Fundação Rural de Campos (FRC), na Pecuária, no último sábado (17). Ele ainda chegou a ser socorrido com vida para o Hospital Ferreira Machado, mas morreu no domingo (18).

De acordo com taxistas amigo de Bruno, o corpo saíra do hospital, irá para o Instituto Médico Legal (IML) de Campos e, posteriormente, será velado no Cemitério Campo da Paz, mesmo local onde acontecerá o enterro. Inconformados com a violência, os colegas de trabalho da vítima desabafaram. “Basta de tanta impunidade. O cara não fez nada para morrer de forma tão covarde. Queremos justiça. Ontem foi com ele, amanhã pode ser com a gente”, disse um taxista.

Inúmeros motoristas pintaram o vidro traseiro dos veículos com palavras de ordem. Munidos com faixas e cartazes, a categoria percorreu várias ruas do Centro da cidade. Testemunhas relataram que Bruno teria tentado separar a briga de um amigo, ainda dentro da FRC. Ao sair do local e caminhar pela Avenida Presidente Vargas, “Tucano” foi cercado por quatro homens, que supostamente seriam os envolvidos na confusão, no momento em que um deles sacou uma arma e atirou em direção ao taxista. Ainda segundo populares, um Gol preto com os quatro suspeitos foi visto sair em alta velocidade do local. A Polícia Civil investiga o crime. Até o momento, ninguém foi preso.

*CAMPOS INFORMAÇÕES*

Nenhum comentário