Defesa de Garotinho esclarece doações

A defesa do ex-governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, soltou nota em que esclarece a doação de R$ 3 milhões da JBS ao diretório do PR, nas eleições de 2014. Segundo mostra a imagem disponibilizada pela defesa, os recursos foram declarados conforme determina a legislação e tudo com aprovação da Justiça eleitoral. 
A defesa ainda frisa que Garotinho e Rosinha não são acusados de recebimento de qualquer benefício pessoal, e nem que teriam enriquecido. A questão é com Justiça eleitoral.
Os recursos em questão foram declarados na Prestação de Contas Partidárias aprovada pela Justiça eleitoral, conforme documento "P22000360011RJ0205659". Veja imagem abaixo.

 Com a apresentação deste documento, a defesa crê que terá exito nos recursos que serão impetrados junto ao TSE contra a prisão de Garotinho e medidas cautelares impostas à Rosinha.
Além disso, outra nota divulgada, agora pela defesa de Rosinha, informa que o Tribunal Regional eleitoral comunicou ao juiz Ralph Manhães, da 98ª Zona Eleitoral de Campos, que as medidas alternativas impostas à ex-governadora serão cumpridas no Rio de Janeiro. Manhães tinha determinado que a Seap levasse Rosinha para Campos

D.P.

Nenhum comentário