Denúncia contra à Prefeitura Municipal de Cambuci vira caso de Polícia

Chamou a atenção essa semana quando de uma hora para outra o município de Cambuci, ficou mais claro, mas quente, pelo fato de 36 (trinta e seis) árvores serem cortada de uma hora para outra, a Polícia Ambiental do Parque do Desengano (3° UPAm), foi acionada, mas quando chegaram ao local, as margens do Valão Dantas, na Rua Antônio Bastos Pinheiro,  depararam apenas com os troncos das árvores cortadas, nenhum sinal lenhoso ou de pó de serra.

Sendo que os moradores do local afirmam que o corte das árvores que eram de porte médio para grande foi executada pela Prefeitura Municipal de Cambuci, por meio de uma empresa terceirizada que foi ao local efetuar os cortes e limpar para dificultar o trabalho da investigação não deixar rastros.

Foi efetuado o Boletim de Ocorrência, que foi registrado na Delegacia Legal de Cambuci, 142° DP, que vai investigar os cortes indevidos as árvores, por conta dar árvores está numa área de 5 metros do valão, pode se caracterizar um crime ambiental, a Polícia Civil está investigando e realizando perícias no local do ocorrido.

Foto e com informações: sfnoticias

Nenhum comentário