Insegurança em Cambuci


A situação da insegurança no município de Cambuci, está cada dia mais lamentável, o que está chamando a atenção são os assaltos constantes, na localidade São João Paraíso, está um caos, nesse fim de semana pessoas estavam em um bar quando tiveram seus pertences furtados, bandidos adentraram em uma Bar, furtaram os clientes e ainda uma motocicleta  do dono do a bar, uma Titan Vermelha.

“É muita droga e furto. quase todo o dia tem uma casa arrombada. A gente vê coisa que nunca imaginávamos que iriamos ver aqui. Até o banco aqui já tentaram assalta e a gente aqui sem poder fazer nada”, disse uma moradora que não quis se identificar. A moradora se referiu a tentativa de assalto ocorrida no dia 29 de Janeiro, Cambuci tem apenas uma viatura para todo o município novembro do ano passado, quando pelo menos oito homens armados tentaram assaltar uma agência do Banco do Brasil. O vigia percebeu a ação dos criminosos e acionou a PM. Os bandidos arrombaram a porta que separa os caixas eletrônicos da parte de atendimento da agência bancária que não possui alarme e levaram a arma do vigia. 

Policias da sede do município que fica a 34 quilômetros da localidade, são deslocados quando alguma ocorrência precisa ser feita, deixando a cidade sem policiamento por até quatro horas, dependendo da gravidade da do fato.

 A situação se agrava quando os cidadãos denunciam que pelo menos três policiais estão à disposição de um ex ­vereador do município fazendo a sua segurança particular e de sua fazenda em Cruzeiro. David Ramiro Ney, ou Davizinho como é conhecido, que concorreu as últimas eleições e perdeu, seria testemunha de um processo e por isso pediu escolta policial. 

“Como assim? Ele tem três policias só pra ele e a nossa gente não tem nada? Ficamos sem segurança e ele não! E se todas as testemunhas de alguma coisa tivessem direito a três policiais? Como seria?”, disse outro morador. 

Para tentar solucionar o problema, comerciantes e moradores do distrito se uniram e reformaram a viatura que era usada para patrulhar São João do Paraíso. Com apoio da prefeitura, eles juntaram R$ 6 mil, sendo R$ 4 mil, apenas de dinheiro da população. A viatura reformada está parada no pátio do 36º BPM, em Pádua. A unidade alega falta de efetivo. 

Em nota, o comando do 36ºBPM informou que o distrito de São João do Paraíso conta com equipe policial e rondas em viaturas realizando o patrulhamento na região. O policiamento é planejado e o efetivo distribuído a partir da análise da mancha criminal da área, sendo readequado quando se observa necessidade de alterações, mas não é o que acontece.

Ainda de acordo com a nota, dados estatísticos divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), nos últimos três meses do ano de 2016, não houve registro de ocorrências de roubo a estabelecimento comercial ou a transeuntes na área de policiamento que abrange Cambuci, o que não é verdade. Quanto aos policiais cedidos ao vereador, o comandante disse que a situação tratasse de determinação judicial e o comando do batalhão já fez pedido à Justiça requerendo o retorno deles. 

sfnoticias.com.br

Nenhum comentário