Três vereadores perdem o mandato em Campos dos Goytacazes

O juiz eleitoral Eron Simas dos Santos, proferiu sentenças de três dos 11 vereadores suspeitos de envolvimento e uso do Cheque Cidadão municipal. Roberto Pinto (PTC), Jorge Rangel (PTB) e Ozéias Martins (PSDB) - este último que chegou a ser preso durante a Operação Chequinho, um desdobramento da Operação Vale Voto, no mês de outubro -, tiveram decretados suas inelegibilidade pelo prazo de 8 anos, a contar do pleito de 2016, além da cassação dos registros de suas candidaturas para as últimas eleições municipais, com base no art. 14, XIV, da Lei Complementar n. 64/90. O magistrado também anulou todos os votos atribuídos aos vereadores nominalmente no pleito passado.
O juiz julgou procedente a representação do Ministério Público Eleitoral (MPE), com base em provas recolhidas durante desdobramento da Operação Chequinho, que investiga suposta participação de políticos no esquema que possivelmente tenha os beneficiado nas eleições.
As ações citavam 37 candidatos a vereador em Campos, tendo sido 11 deles eleitos. Das decisões, cabem recursos até a última instância.

Nenhum comentário