Seminário Estadual de Aquicultura debate licenciamento ambiental e novas técnicas de produção


Evento acontece em Raposo e reúne produtores, técnicos e pesquisadores até sexta

Começou nesta quarta-feira (9) o Seminário Estadual de Aquicultura Interior 2016, que acontece até sexta (11) no Hotel Gentil em Raposo, distrito de Itaperuna, no Noroeste Fluminense. Durante três dias, produtores, estudantes, técnicos e pesquisadores poderão trocar informações sobre o tema, no evento que é organizado pelo Sebrae/RJ e Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (Fiperj).
O Sebrae/RJ organizou caravanas para levar produtores de todo Estado ao evento, e a expectativa é de, ao menos, 150 participantes. As inscrições foram feitas antecipadamente, mas também poderão ser feitas na hora, no local do evento. Os valores são: R$ 10,00 para produtores familiares locais, não participantes das caravanas; R$ 20,00 para estudantes, mediante apresentação do comprovante; e R$ 30,00 para técnicos, profissionais da área e outros interessados.
No evento, uma das questões a serem debatidas é o licenciamento ambiental. Segundo o coordenador regional do Sebrae/RJ no Noroeste Fluminense, Nelson Rocha Filho, existe um grande potencial para o desenvolvimento da piscicultura no Estado, mas a dificuldade para obtenção do licenciamento é um dos gargalos a serem superados. “Teremos uma mesa redonda com produtores, pesquisadores e técnicos do INEA para debater o que pode ser feito para uniformizar os critérios para o licenciamento ambiental e facilitar o processo”, esclarece.
O objetivo principal do evento é disseminar as tecnologias na área, levar conhecimento aos produtores. Para o analista do Sebrae/RJ José Alcino Cosendey Nascimento, os temas das palestras são muito ricos. “Temos a experiência com a criação do Pirarucu, que é um peixe típico da Amazônia que se adaptou muito bem à nossa região, sendo criado por um produtor do município de Laje do Muriaé. Outro assunto importante é a produção em sistemas de recirculação, com reaproveitamento da água; e também a aquicultura de subsistência do peixe verde. Além das técnicas de produção de peixes nativos, como a tilápia e a traíra; a ranicultura, a produção de peixes ornamentais e o acesso a mercados”, enfatiza.
Serviço:
Seminário Estadual de Aquicultura Interior 2016
De 9 a 11 de novembro
Local: Hotel Gentil (Rua Avahy, 2, Raposo - 7º Distrito - Itaperuna/RJ)
Informações: 0800 570 0800 / aquicultura@rj.sebrae.com.br

PROGRAMAÇÃO:

Dia 09/11 - 4ª feira
14:00 às 15:30h Credenciamento dos participantes
15:30 às 16:30h Solenidade de abertura do seminário
16:30 às 17:00h Depoimentos dos produtores: o impacto da piscicultura em minha vida
17:00 às 19:30h Mesa redonda: uniformização do procedimento de licenciamento ambiental na piscicultura
19:30 às 21:30h Coquetel de confraternização

Dia 10/11 - 5ª feira
09:00 às 10:00h Mercado de pescados de cultivo
10:00 às 11:00h Panorama da piscicultura no Noroeste Fluminense
11:00 às 12:00h Cultivo de peixes ornamentais: técnicas de produção e mercado
13:30 às 14:30h Gestão do negócio aquícola
14:30 às 15:30h Experiência com a produção de Pirarucu
15:45 às 16:45h Aquicultura de subsistência: peixe verde
16:45 às 17:45h Aquaponia: alternativa de piscicultura sustentável
17:45 às 18:45h Produção intensiva de peixes em sistemas de recirculação

Dia 11/11 - 6ª feira
09:00 às 10:00h Ranicultura: sistemas de produção, viabilidade econômica e mercado
10:00 às 11:00h Produção de peixes nativos: traíra
11:00 às 12:00h Elaboração de propostas de ações e encaminhamentos para a piscicultura no Estado do Rio de Janeiro

Nenhum comentário