Garotinho será transferido para o hospital Quinta Dor e depois deve ir para casa

A ministra determinou que Garotinho deve ser levado para uma unidade pública ou particular de saúde, mas já ficou decidido que Garotinho irá para o Hospital Quinta D'or que fica a 40 km, de Bangu, caso em que deverá que arcar com todas as despesas, para ser submetido aos exames cardíacos. Ele deverá ser submetido a exames para avaliar sua condição de saúde e, em seguida, ficará em regime de prisão domiciliar.
Enquanto permanecer no hospital para exames médicos, Garotinho poderá receber visitas apenas de parentes e advogados e não poderá usar o celular.
Em sua decisão, a ministra diz: determina que após a saída do hospital o paciente permaneça em prisão domiciliar, nos termos do artigo 318, inciso II, do CPP.
 "Assim, acautelatoriamente, a fim de assegurar o adequado e necessário acompanhamento médico, determino à autoridade policial a imediata remoção do ora paciente, Anthony William Garotinho Matheus de Oliveira, para hospital - podendo ser na rede privada, desde que por ele custeado — o qual deverá estar apto à realização dos exames indicados no relatório médico, devendo permanecer sob custódia no estabelecimento enquanto houver necessidade devidamente atestada pelo corpo clínico, podendo receber a visita apenas de seus familiares e advogados, nos termos das regras estabelecidas pelo hospital, vedada, contudo, a utilização de aparelhos de comunicação, a exemplo de telefone celular.
Destaco que serve a mesma como ordem de transferência. No mais, adianto que o exame do pedido liminar será levado à apreciação do plenário do Tribunal Superior Eleitoral, na próxima sessão.

Nenhum comentário