Picciani pode ter recebido propina em vídeo e ainda cobra Pezão.


Depois da aprovação do projeto que autorizou o Governo do Estado a antecipar R$ 1 bilhão em royalties para o Rioprevidência, o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), Jorge Picciani (PMDB), afirmou que o restante do pacote de medidas não entrará em pauta sem o envio de mais informações pelo Executivo. “A harmonia entre os poderes deve prevalecer, e o Governo não tem feito o dever de casa corretamente. Não encaminharei as matérias sem um amplo debate com a sociedade, especialistas e os deputados desta Casa”, anunciou Picciani.
 
Segundo o presidente da Alerj, o projeto que permitiu a antecipação de receitas chegou à Alerj às 23h30 de terça-feira, e teve que ser rapidamente votado para garantir o pagamento de aposentados e pensionistas do Rioprevidência. “Aprovamos essa mensagem não pelo Governo, mas pelos servidores, por entender a gravidade da situação. Mas isso não pode se tornar lugar comum. Não basta dizer que as medidas vão resultar numa arrecadação de R$ 13 bilhões sem dizer detalhadamente como vai se chegar a isso”, explicou.
 
Jorge Picciani afirmou que projetos como o que cria a Lei de Responsabilidade Fiscal do estado, que aumenta a contribuição previdenciária dos servidores de 11% para 14%, entre outras medidas, só serão discutidos com uma análise sobre sua constitucionalidade. “Não vamos aceitar que se tente colocar a opinião pública contra esta Casa, contra outros poderes e instituições”, destacou Picciani, citando medidas aprovadas pela Alerj para tentar contornar a crise em 2015, além do empréstimo de mais de R$ 6 bilhões do Tribunal de Justiça para o Executivo. (Clique aqui para ver o pronunciamento na íntegra).
 
Líder do governo na Casa, o deputado Edson Albertassi (PMDB) reconheceu que faltam informações em muitos projetos, declarou que vai comunicar ao governador Luiz Fernando Pezão sobre a decisão de Picciani, que conta com o apoio dos demais deputados. “Vou transmitir a mensagem ao Governador como alerta, e com muito respeito. Quero aqui reconhecer o esforço e a capacidade desta Casa de aprovar matérias importantes para a economia do Estado”, 
declarou Albertassi.

Vídeo mostra que Picciani é citado em esquema de propinas.


caso não consiga assistir ao vídeo clique aqui.

Nenhum comentário