Detran arrecadou quase R$ 55 milhões com reprovações


O alto índice de reprovação de candidatos a motorista nos exames práticos de direção para obter a carteira de habilitação B (que permite conduzir carros) tem engordado o caixa do Departamento de Trânsito do Estado do Rio (Detran-RJ). Considerando que todos os reprovados tenham tentado pelo menos mais um exame prático, de 2012 a maio deste ano, o órgão pode ter arrecadado, no mínimo, R$ 54.478.658,73 somente com reprovações. O número equivale à quantidade de alunos não aprovados no período multiplicada pelo valor da taxa de reexame que eles tiveram ou terão que pagar, o chamado “Duda de reprovação”. Este ano, a cobrança é de R$ 80,53. Em 2013, era de R$ 76,08. E, no ano anterior, a taxa para quem não passava no exame prático era de R$ 71,92. O total arrecadado, no entanto, pode ter sido bem maior, já que muitos candidatos reprovados tentam duas, três, quatro e até mais vezes.

A taxa muda anualmente, sempre que a Secretaria estadual de Fazenda divulga o novo valor da Unidade Fiscal de Referência do Estado do Rio de Janeiro (Ufir-RJ), que também é usada para reajustar outras taxas cobradas pelo Detran-RJ e pelos cartórios.

Segundo o departamento, em 2012, 277.242 foram reprovados em todo o Estado do Rio — 51% do total de exames feitos. Em 2013, o número subiu para 348.845, o equivalente a 60% dos candidatos. Este ano, até maio, foram 99.333. Hoje, a média de reprovação é de 61%.
Confia os números, de 2010 até hoje, segundo o Detran, de exames para a categoria B:

2010
2011
2012
2013
Até maio/2014
Aprovados
144.808
207.133
267.865
228.486
64.626
Reprovados
127.807
135.433
277.242
348.845
99.333
Total de exames
272.615
342.566
545.107
577.331
163.959
Média de reprovação
47%
40%
51%
60%
61%

Instrutores desistem de manifestação

Ontem, instrutores de autoescolas contrários à obrigatoriedade do curso de reciclagem — para o qual profissionais de 366 autoescolas de todo o estado foram convocados — desistiram da manifestação que seria feita hoje, na Avenida Presidente Vargas, no Centro do Rio. Segundo o instrutor Shauan Carlo Ferreira, de 34 anos, a decisão foi tomada porque o Detran-RJ teria adiado a exigência.
Procurado, o órgão de trânsito negou a informação e afirmou que o calendário do curso está mantido, da seguinte forma:
1 - Autoescolas com credenciamento no primeiro trimestre de 2015: o curso de aperfeiçoamento deve ser feito até setembro de 2014
2 - Autoescolas com credenciamento no segundo trimestre de 2015: o curso de aperfeiçoamento deve ser feito até outubro de 2014
3 - Autoescolas com credenciamento no terceiro trimestre de 2015: o curso de aperfeiçoamento deve ser feito até novembro de 2014
4 - Autoescolas com credenciamento no quarto trimestre de 2015: o curso de aperfeiçoamento deve ser feito até dezembro de 2014

Em entrevista exclusiva ao EXTRA, a diretora de Habilitação do Detran-RJ, Janete Bloise, afirmou que o departamento avalia, diariamente, o desempenho tanto dos instrutores de autoescolas quanto de avaliadores do próprio órgão. Bloise também falou sobre o tempo médio de 66 dias de espera entre o agendamento e a prova prática, sobre o aumento do número de avaliadores do órgão — para diminuir a espera dos candidatos — e outros assuntos relativos ao processo de habilitação no estado do Rio.


fonte: http://extra.globo.com

Nenhum comentário