Pudim se desfilia do PR e é anunciado como prefeitável do PMDB


Acima o documento protocolado por Pudim que solicita a sua desfiliação:

Depois de meses sendo apontado como traidor, Geraldo Pudim finalmente saiu do partido de Anthony Garotinho. O deputado entregou a carta de desfiliação à executiva regional do PR, na manhã desta quinta-feira (24), e correu para a festa do PMDB que marcará a apresentação de pré-candidatos para as eleições de 2016. O moço fez questão de se desfiliar antes do evento, para ter certeza que a sua presença por lá não daria margem a mais críticas de infidelidade partidária.

Na carta, o ex-aliado de Garotinho justifica a decisão citando a suspensão e interdição do exercício político-partidário por seis meses e alega que tem sido excluído do processo de organização das próximas eleições. Justifica a desfiliação afirmando que não há possibilidade de “restabelecer o bom convívio partidário após os desgastes gerados pelos recentes acontecimentos”.

Já no regabofe do PMDB, ao lado do ex-governador Sérgio Cabral, Pudim foi apresentado pelo presidente Jorge Picciani como o candidato do partido à Prefeitura de Campos. “Pudim é o nosso candidato em Campos”, disse Picciani.

Durante o evento, ao lado dos principais caciques do PMDB no estado do Rio, Pudim disse que está “voltando para casa”. “Quero agradecer por voltar. O PMDB tem um projeto para os municípios, para o estado e o país. Estou muito feliz por voltar a minha casa. Muito obrigado presidente Jorge Picciani e a todos os membros do PMDB”, discursou Pudim.

Extra, Extra/Berenice Seara (aqui)

Nenhum comentário