Corpo de homem encontrado boiando no Rio Paraíba do Sul, em Pureza


Mais uma pessoa morreu afogada na região Norte Fluminense. Dessa vez a vítima, um homem que aparenta ter entre 50 e 60 anos, foi encontrado por volta das 19h30 desta terça-feira (20/01), nas águas do Rio Paraíba do Sul, no trecho entre o distrito de Pureza, em São Fidélis e o município de Cambuci, no Noroeste Fluminense.
De acordo com PMs do Destacamento de Policiamento Ostensivo (DPO) de Pureza, o corpo da vítima, que ainda não foi identificada, foi localizado na beira do rio por populares que acionaram os bombeiros.
O corpo foi removido ao Instituto Médico Legal (IML) de Campos e o caso registrado na 141ª Delegacia Legal de São Fidélis.

OUTRAS OCORRÊNCIAS
Na tarde de domingo (18/01), um adolescente e dois homens morreram afogados enquanto se banhavam em locais distintos: nos Rios Itabapoana, em Bom Jesus do Itabapoana e Muriaé, em Itaperuna, ambos no Noroeste Fluminense e na praia de Santa Clara, em São Francisco de Itabapoana.
O primeiro caso ocorreu por volta das 15h em Bom Jesus, quando o corpo do adolescente de 14 anos, que não teve a identidade revelada, foi encontrado por populares. Os bombeiros chegaram a ser acionados, mas o menino já estava sem vida.
Mais tarde, na praia de Santa Clara, Cidnei da Silva Tavares tomava banho em um valão quando teria se sentido mal e desmaiado.
Segundo a Polícia Militar, os familiares da vítima teriam dado por sua falta e saíram para procurá-la, vindo a encontrar o corpo, que foi levado para o IML de Campos, no valão.
Já por volta das 17h, o pescador Helio Alves Pinheiro, 58 anos, se afogou enquanto tomava banho nas águas do Rio Muriaé, no distrito de Nossa Senhora da Penha. Ele estava na companhia de mais 10 pessoas.
Durante as buscas, o corpo da vítima foi encontrado debaixo de uma canavieira próxima à beira do rio.

DICAS PARA EVITAR ACIDENTES EM ÁGUA:
-Evitar nadar sozinho;
-Não tomar bebida alcoólica antes de entrar na água;
-Não imergir em água após lanches e refeições;
-Não se afaste da margem;
-Não deixar crianças sozinhas, sem a presença de um adulto responsável;
-Não salte de locais elevados para dentro da água;
-Não tente salvar pessoas em afogamento sem estar devidamente habilitado;
-Prefira lançar objetos flutuantes (bolas, bóias, isopores, madeiras, pranchas e outros) ou então corda para salvar pessoas ao invés da ação corpo a corpo;
-Prestar atenção na água, muitas vezes a observação é suficiente para perceber alterações que levam a concluir se ela está poluída ou é perigosa para prática de banho;
-Tomar cuidado em caminhar sobre as superfícies rochosas, pois podem estar escorregadias e a pessoa cair e/ou se cortar;
-Somente conduza embarcações se for habilitado e longe dos banhistas;
-Instruir a criança do perigo existente em entrar em águas mais profundas ou ficar só;
-Identifique nas proximidades a existência do salva-vidas e permaneça próximo a ele;
-Olhar a sinalização do local, pois a mesma indicará se o local é próprio para banho ou não;
-Evite brincadeiras de mau gosto como os conhecidos "caldos";
-Evite navegar com carga em excesso;
-A qualquer problema ligue imediatamente para o Corpo de Bombeiros, para que o mesmo oriente e venha em auxilio à vítima. 

FONTE: JORNAL URURAU

Nenhum comentário