TRE retotaliza os votos e Geraldo Pudim tem sua reeleição confirmada



A eleição para o Poder Legislativo é considerada por muitos um processo cruel. Isso porque nem sempre quem faz mais votos se elege. A dança das cadeiras na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) reflete muito bem este processo.
A reportagem do Site Ururau foi informada que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) retotalizou os votos de candidatos que estavam com recursos pendentes na Justiça Eleitoral. No caso do Partido da República (PR) a sigla que possuía um total de mais de 37 mil votos aguardando julgamento de recursos, conquistou mais 5.194 votos, e, desta forma a oitava cadeira na Alerj, o que abre uma vaga para o deputado Geraldo Pudim, que assim está reeleito.
Quem perde a vaga para o PR é o PSD, da onde sai Milton Rangel. Os desdobramentos vão além do número de vagas, afinal com a mexida, o PR passa a contar com oito deputados o que eleva o partido ao status de 2ª maior bancada da Casa Legislativa, e também lhe concede o direito de ter a 1ª secretaria, cargo mais importante após a Presidência, que fica com o PMDB, partido com maior número de deputados eleitos, 15 ao todo. O PSD tinha oito deputados eleitos, passa a ter sete, nunca troca numérica com o PR.
Além de Pudim, com a retotalização quem ganha mais uma vaga é o PRB do senador Marcelo Crivella, entrando Sônia de Oliveira Sthoffel em lugar de Graça Pereira, do PRTB.
A vice-presidência do TRE já teria informado o cerimonial da Alerj com a nova lista de deputados que irão compor a próxima Legislatura. O cenário ainda pode influenciar as eleições para presidência da Assembleia Legislativa que atualmente se encontra dividida entre aliados do atual presidente Paulo Melo (PMDB), e do ex-presidente e cacique do PMDB, Jorge Picianni.

FONTE: JORNAL URURAU

Nenhum comentário