Responsive Ad Slot

Política

política

Quatro mortes em menos de um mês na Bacia de Campos

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

/ Jornal Olhar


 Sindipetro-NF recebeu informações de que outro trabalhador da Bacia de Campos morreu após passar mal a bordo. Funcionário da empresa UTC, prestando serviço na plataforma PPM-1, Ubirajara Silva Lima foi desembarcado pelo resgate aeromédico na manhã do domingo, 12, e levado para atendimento em um hospital de Campos dos Goytacazes.

Diagnosticado como sendo vítima de uma Pancreatite, o trabalhador não resistiu e morreu na terça, 14. Ele havia se queixado de dor abdominal na noite anterior ao seu desembarque.

Outros casos

No domingo, 12, um tripulante de um rebocador que presta serviço à empresa, na Bacia de Campos, morreu a bordo da embarcação. Sérgio França Antunes, de 61 anos, tripulante do TS Ouriçado, afretado à Unidade de Serviços Logística (US-LOG), passou mal no rebocador e foi levado para obter socorro na plataforma P-52. Ele chegou à unidade sem sinais vitais e foi constatada a morte.

A Petrobrás informou ao sindicato que manteve contato permanente com a Tranship Transporte Marítimos LTDA, afretradora da embarcação, para prestar assistência à família. A Marinha do Brasil e a Polícia Civil também foram informadas sobre a morte do trabalhador.

No útlimo dia 5, outro caso semelhante ocorreu, desta vez sem que a Petrobrás comunicasse ao sindicato. De acordo com denúncia dos trabalhadores, uma taifeira NS-34 (Pacific Mistral), 33 anos, foi três vezes à enfermaria durante seu embarque, com problemas de pressão. No dia normal de seu desembarque, pelo aeroporto de Jacarepaguá, a trabalhadora desceu passando mal e desmaiou. Chegou a ser reanimada pela equipe médica, mas não resistiu e faleceu na ambulância. A taifeira trabalhava na empresa FOSS ESG.

E em 19 de setembro, o Técnico de Operações Pleno de PCH-2, Jorge Antônio Tomaz, passou mal na unidade durante dois dias, foi desembarcado mas sua morte foi constatada no Aeroporto de Macaé.

O Sindipetro-NF acompanha todos estes casos e discute com a categoria e com a empresa a qualidade e a estrutura do atendimento de emergência na Bacia.


*Sindipetro-NF
Mais
© Jornal Olhar
Todos os direitos reservados.