Responsive Ad Slot

Política

política

Frederico Barbosa Lemos, Ex prefeito de São Francisco, está inelegível até 2020.

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

/ PPM

Na sessão plenária desta segunda-feira (15), no Tribunal Regional Eleitoral do Rio, o ex-prefeito de São Francisco do Itabapoana, no Norte Fluminense, Frederico Souza Barbosa de Lemos, ficou inelegível até 2020 por abuso de poder político e econômico. Na campanha à reeleição pelo PR, em 2012, ele usou verba pública para fazer propaganda, aproveitando-se da organização de rodeios no Hotel Fazenda Costa do Sol, de propriedade de sua família, onde distribuiu santinhos e outros materiais publicitários usando carros oficiais.Penúltimo colocado no Índice de Desenvolvimento Humano do Rio de Janeiro, o município de São Francisco do Itabapoana teve apenas dois candidatos a prefeito em 2012, sendo que os votos de Frederico Lemos foram anulados judicialmente. Cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral, em Brasília.Processo relacionado confira: RE 26461

O juiz da 130ª ZE de São Francisco de Itabapoana (Norte Fluminense), Luiz Alfredo Carvalho Junior, ainda tornou inelegível por oito anos, nesta terça-feira (16), a vereadora Patrícia Miranda Cherene (PTB), por compra de votos e abuso de poder político. A sentença prevê a posse imediata do suplente. Além da Vereadora também perderam o cargo o candidato derrotado à reeleição a prefeito, Frederico Barbosa Lemos (sem partido), e sua vice, Sandra Regina Henriques (PSDC). Em 2012, eles utilizaram servidores municipais em horário integral na campanha, prometendo vantagens se ambos fossem eleitos. Os três foram ainda multados em 15 mil UFIRs, cada um - cerca de R$ 38 mil.

Todos podem recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro. A vereadora só ficará no cargo se obtiver liminar (decisão temporária) suspendendo os efeitos da sentença enquanto o recurso não for julgado pelo tribunal. Segundo município mais pobre do estado, São Francisco do Itabapoana elegeu para a prefeitura, em 2012, o primo da vereadora, Pedrinho Cherene (PSC).

TRE-RJ
Mais
© Jornal Olhar
Todos os direitos reservados.