Candidatura de Garotinho ao governo é oficializada em convenção do PR

Com público estimado em mais de dez mil pessoas, o Partido da República (PR) anunciou neste domingo (29) em sua convenção estadual o apoio à reeleição da presidente Dilma Rousseff. No evento, que lançou oficialmente a candidatura de Anthony Garotinho ao governo do estado pela aliança republicana e trabalhista (PR, Partido Republicano da Ordem Social - PROS - e Partido Trabalhista do Brasil - PTdoB) também foi anunciado o nome do deputado federal Hugo Leal (PROS-RJ) como postulante ao Senado.

 O nome do vice candidato ao governo ainda é uma incógnita. "Temos um elenco de possibilidades e eu ainda farei um apelo ao senador Crivella para que ele reflita e venha a somar conosco", disse Garotinho, que preferiu manter em sigilo quais seriam os outros nomes cotados pela aliança.

Conforme anunciado pelo PR, o apoio à Dilma recebeu a maior parte dos mais de 22 mil votos nas prévias realizadas em 92 municípios fluminenses. O segundo candidato com mais apoio foi Eduardo Campos, seguido do tucano Aécio Neves. "Aécio Neves representa a banda podre do PMDB no Rio de Janeiro", disse o secretário do PR Geraldo Pudim depois do anúncio.

Leal também recebeu menções honrosas da ex-governadora e atual prefeita de Campos dos Goytacazes, Rosinha Garotinho.
Esta foi a primeira convenção partidária no Rio de Janeiro com a presença de um representante do governo federal. O ministro de Relações Institucionais da Presidência da República Ricardo Benzoini subiu ao palco ao lado de Garotinho e disse que sua presença foi "para transmitir o abraço que a presidente mandou ao candidato".

A deputada estadual Clarissa Garotinho, que concorre ao cargo de deputada federal, discursou em apoio ao pai e enfatizou a importância da candidatura do presidente estadual do PROS Hugo Leal ao Senado "contra a suruba e o bacanal eleitoral".

Em seu discurso, Hugo leal buscou remontar toda a carreira política de Garotinho, desde 1988, destacando a vocação política do candidato.



Show de louvor
O deputado Elymar Santos cantou o Hino Nacional e o deputado Agnaldo Timóteo entoou um canto religioso. Pouco depois, duas crianças se apresentaram cantando uma música de louvor, levando o candidato às lágrimas. Depois, foi a vez de uma cantora gospel se apresentar antes de Rosinha Garotinha falar. O discurso religioso esteve presente em grande parte do evento

g1

Nenhum comentário